18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Enderson Moreira não é mais técnico do Botafogo

Enderson Moreira não é mais o técnico do Botafogo
Enderson Moreira não é mais o técnico do Botafogo. Foto: Vitor Silva / Botafogo

Após a derrota para o Fluminense por 2 a 1, na última quinta-feira (10), pela quinta rodada do Campeonato Carioca, o Botafogo demitiu o técnico Enderson Moreira, um dos principais responsáveis pelo retorno do clube à Primeira Divisão do futebol brasileiro. O favorito para assumir o comando do Alvinegro é o português Luís Castro.

Conheça os melhores sites de aposta esportiva

Ao que tudo indica, a demissão do treinador faz parte das mudanças que John Textor, investidor americano que adquiriu 90% da SAF alvinegra, pretende promover no clube de General Severiano. O próprio empresário já tinha anunciado no Twitter a chegada de André Mazzuco, novo diretor de futebol, e de Alessandro Brito, ex-Atlético-MG, que será o responsável pela área de mercado.  

Com a saída de Enderson Moreira oficializada, o Botafogo pretende avançar nas negociações com Luís Castro, que está bem encaminhada. O treinador, de 60 anos, está no Al Duhail, do Catar, e tem multa rescisória que custa cerca de 1 milhão de euros (cerca de R$ 5,9 milhões).  

Luís acumula passagens por Shakhtar Donetsk e Porto, onde ficou durante 10 anos e teve destaque com seu trabalho desenvolvido nas divisões de base do clube português. Esse foi justamente o fator determinante que fez o Alvinegro optar pelo técnico.  

Após concluir as negociações com o treinador, o Botafogo de John Textor irá para o mercado em busca de novos reforços. Já nos próximos dias, o clube pretende anunciar as primeiras contratações da Era Textor. 

Arrancada rumo ao título da Série B 

Quando Enderson Moreira chegou ao Botafogo, em julho do ano passado, o clube era apenas o 14º colocado da Série B. Na época, o treinador conseguiu uma surpreendente arrancada, que culminou com o título da Segunda Divisão, garantindo o retorno à Série A com duas rodadas de antecedência. Sob o comando de Enderson, o Alvinegro teve os seguintes números: 20 vitórias, sete empates e quatro derrotas.

– O clube vive um período de transição, que é terrível para nós que estamos aqui, porque não conseguimos dar um passo à frente porque tem situações que precisam ser definidas – afirmou Enderson na ocasião. 

A declaração do treinador não foi bem digerida por John Textor, que já havia decidido promover algumas mudanças no futebol alvinegro. Ao iniciar as trocas, o investidor resolveu mudar primeiramente o comando técnico do time. 

Mesmo se o Botafogo tivesse vencido o clássico contra o Fluminense, a decisão de demitir Enderson já estava tomada. Vale lembrar que o treinador foi expulso durante a partida após reclamar com o árbitro. Na entrevista pós-jogo, ele afirmou desconhecer a informação sobre uma possível saída.  

– Fico surpreso com a informação. O meu trabalho é sempre avaliado, independentemente de qualquer situação. Conseguir o acesso foi muito difícil. Não quero cobrar nada, mas sei o quanto foi difícil sair da 13ª colocação e conseguir um título com poucos recursos. É preciso ter cuidado com o que a gente fala, porque todos temos famílias, temos filhos. A gente se empenha para fazer o melhor, mas nem sempre a gente consegue. Estou fazendo o meu trabalho da melhor maneira possível – disse. 

Leo Santos
539 artigos
Leonardo Santos é jornalista esportivo com passagens por gra ...