18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Vício no jogo: Saiba como evitar

O jogo é um tipo de entretenimento que é potencialmente perigoso. A falência financeira e o vício são as duas ameaças mais freqüentes. Existem estratégias para reduzir estes riscos, incluindo o jogo responsável e somente usando dinheiro que você pode se dar ao luxo de perder.

No Apostagolos.com, nos esforçamos para tornar nossos jogadores mais informados sobre o jogo. Portanto, você encontrará os três conselhos a seguir para ajudá-lo a jogar com sabedoria e evitar que o jogo se torne um vício:

  • Administração do dinheiro.
  • Gerenciamento de tempo.
  • Jogar somente por diversão.

Administração do dinheiro

Controlar seu fluxo de caixa é uma excelente maneira de ficar longe de problemas de jogo e reduzir a probabilidade de que suas finanças sofram como resultado do jogo. Há vários métodos para empregar a administração do dinheiro para limitar o jogo, como explicado abaixo.

  1. Estabeleça um orçamento.

Considere quanto dinheiro você precisará para economizar para necessidades como alimentação, seguro e aluguel primeiro. Estabeleça sua tolerância ao risco e à perda quando se trata de jogos de azar e apostas esportivas. Defina uma quantia diária, semanal e mensal que você pode jogar.

2) Estabeleça limitações

Estabeleça um limite de quanto você pode apostar, gastar ou perder em uma única aposta. Sugere-se que você utilize a funcionalidade de limite oferecida pela maioria dos operadores para ajudá-lo a aderir a suas limitações. Como resultado, você terá menos dificuldades para cumprir seu plano.

3) Abster-se de usar fundos emprestados para jogar.

Não tome dinheiro emprestado de entes queridos, amigos ou outras fontes de crédito. Se você joga com dinheiro emprestado, seu jogo será mais perigoso. Além disso, suas perdas potenciais podem prejudicar não apenas você, mas também aqueles próximos a você.

4) Retire seus ganhos

Se você tiver uma vitória significativa, é recomendável que você desconte algum dinheiro. Evite jogar mais depois de obter um lucro considerável, pois isso pode aumentar seu risco de sofrer danos com o jogo. Evite fazer grandes apostas porque a vontade de se envolver em atividades mais arriscadas pode aumentar.

5) Fique de olho em seus ganhos e perdas.

O acompanhamento de seus resultados passados lhe permitirá decidir se as apostas esportivas e o jogo são fontes de receita genuinamente sustentáveis para você; para a maioria, não são.

6) Limitações de saque em dinheiro

Peça a seu banco para colocar restrições no valor que você pode sacar.

7) Mantenha-se fiel ao seu plano de ação!

Acima de tudo, certifique-se de executar seu plano! Tenha isso em mente se você decidiu se ater a um plano de gastos ou estabelecer limitações em cada aposta, você deve se ater a ele. Se você perceber que ocasionalmente não consegue cumprir suas limitações, é sempre uma boa idéia buscar orientação para determinar as medidas que podem ser tomadas para evitar o desenvolvimento de comportamentos de jogo insustentáveis.

Gerenciamento do tempo

Fazer um orçamento para suas despesas de jogo é geralmente uma das primeiras dicas de como jogar de forma responsável. Embora manter um olho em seus gastos seja obviamente importante, os jogadores inteligentes também mantêm um olho em seu tempo.

Por que é importante que eu mantenha o controle do meu tempo?

Muitos entusiastas do esporte fazem apostas para receber uma dose extra de adrenalina quando gostam de assistir a um jogo de futebol, uma partida de tênis ou outros eventos esportivos. Embora esta pressa possa ser agradável, também pode dificultar o controle do tempo, especialmente se você procura constantemente as melhores chances ou faz apostas em apostas frenéticas ao vivo.

Casos extremos de apostas compulsivas podem levar à negligência de outras atividades, tais como exercícios ou tarefas relacionadas ao seu trabalho ou educação. Além disso, os relacionamentos podem ser afetados pela má administração do tempo.

Como você administra seu tempo?

Vários livreiros e operadores oferecem ferramentas, tais como relógios de parada e limitações de tempo, para ajudar os jogadores a acompanhar quanto tempo eles gastam apostando. Se seu operador escolhido tiver uma, usá-la para orientar suas decisões pode ser vantajoso. Eles facilitam o monitoramento de seu progresso e podem ajudá-lo a decidir antecipadamente quanto tempo você quer gastar apostando. Mas, se seu agente de apostas preferido não oferecer esta função, você pode criar sua própria configuração simples ajustando um timer ou usando o cronômetro em seu telefone para acompanhar a passagem do tempo enquanto faz as apostas.

Outra opção é rastrear seu uso do tempo durante algumas semanas, mantendo uma nota de quanto tempo você estima ter passado apostando ao longo de uma semana. Lembre-se de incluir o tempo gasto no planejamento e na investigação de possíveis apostas. Você pode se beneficiar de estabelecer limites de tempo para si mesmo ou prestar mais atenção ao relógio quando fizer apostas, se vir que subestima consideravelmente o tempo que gasta apostando.

Quanto é demais?

É difícil dizer quanto tempo é demais porque isso varia muito de jogador para jogador. Considere escolher uma quantia que você se sentiria à vontade para discutir com um amigo próximo ou membro de sua família.

O Canadian Centre on Substance Use and Addiction publicou as Diretrizes para o Jogo de Baixo Risco. Elas são o resultado de uma investigação de cinco anos envolvendo estatísticas de jogos, dados de pesquisa de jogadores e opiniões profissionais. As sugestões indicam que você deve limitar seu jogo a não mais de quatro dias por mês se quiser reduzir seu risco de lesões relacionadas ao jogo (além de seguir as outras diretrizes).

Isso não significa necessariamente que você tenha um problema se jogar mais de quatro dias por semana, mas aumentará sua exposição ao risco.

Jogue apenas por diversão.

Jogar, como qualquer outra forma de entretenimento, pode ser divertido com moderação, se você sentir que tem controle sobre a ação.

Quando você começa a perder o controle de seu jogo e se vê tentando recuperar o dinheiro perdido, isso pode ser realmente angustiante.

Para algumas pessoas, o jogo pode se tornar um modo de vida, impedindo que se concentrem em outras coisas que são importantes para elas. Ficar atento para saber se isso conta ou não como entretenimento pode ser útil.

O que fazer no caso de problemas de vício?

Nós o encorajamos a entrar em contato com um grupo especializado em tratamento e prevenção do vício do jogo se, apesar deste conselho, o jogo se tornar um problema.

Estes links são benéficos:

Virando o jogo

Jogadores anônimos

Diana Figueiredo
155 artigos
Diana Figueiredo é jornalista há mais de 15 anos, carioca e, atualmente, mora em Paris, na França Trabalhou no Jornal Extra e no Jornal O Globo de ...