18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Isaquias Queiroz conquista o ouro na C1 1000m da canoagem olímpica

Um gigante nas Olimpíadas do Rio de Janeiro (2016), um gigante nas Olimpíadas de Tóquio (2021). Isaquias Queiroz conquistou nesta sexta-feira (sábado no Japão) a medalha de ouro na prova C1 1000m da canoagem olímpica de velocidade, na baía de Tóquio. O baiano de 27 anos fez o tempo de 4m04s408 e superou de forma avassaladora os seus adversários. A medalha de prata ficou com o chinês Hao Liu, que terminou com o tempo de 4m05s724. O bronze ficou com Serghei Tarnovschi, da Moldávia, com 4m06s069.

Saiba como apostar nas Olimpíadas.

– Tô meio que aéreo ainda… É diferente ganhar uma medalha de ouro. Estou feliz, mas estou mais feliz por estar deixando vocês no Brasil mais felizes (…). É um trabalho longo, de uma vida inteira. Larguei tudo na minha vida para me dedicar ao esporte, não só eu, mas minha esposa também. Minha mãe passou por muita coisa na vida e hoje está vendo o filho medalhista de ouro, dedico a ela também essa medalha – disse Isaquias, logo após a prova.

Foi a quarta medalha olímpica de Isaquias Queiroz. Na Rio-2016, ele conquistou a prata na C1 1000m, a prata na C2 1000m e o bronze na C1 200m. Isaquias igualou a marca de quatro medalhas de Serginho (vôlei) e Gustavo Borges (natação) e ficou a uma de Robert Scheidt e Torben Grael, da vela, que são os atletas brasileiros com mais medalhas (cinco cada). De todos esses nomes, apenas Robert Scheidt ainda está na ativa.

Graças à medalha de ouro, Isaquias levará uma bolada para casa: R$ 330 mil. O atleta do Flamengo vai receber R$ 80 mil da Confederação Brasileira de Canoagem e R$ 250 mil do COB. Lauro de Souza Júnior, o Pinda, técnico de Isaquias também será agraciado. Ele receberá R$ 40 mil da confederação. Isaquias também terá direito a férias, pelo menos até o mês de janeiro.

– Eu fiz um acordo com ele que ganhando aqui eu só queria vê-lo em janeiro treinando. Ele vai ficar com a família, com o povo dele na Bahia. Logicamente que em um momento vamos retomar o tema e iniciar o treinamento em janeiro – disse Pinda.

Hebert Conceição nocauteia ucraniano e leva o ouro no boxe

Também neste sábado, o baiano Hebert Conceição, de 23 anos, deu show no ringue e conquistou a medalha de ouro na categoria até 75kg. Ele perdeu os dois primeiros rounds para o ucraniano Oleksandr Khyzniak. Foi com tudo para o terceiro round e conseguiu nocautear o adversário com uma canhota absurda. Era a única chance de vitória do brasileiro, e deu certo.

– Eu queria pelo menos dar um show no último round pra não passar vergonha na televisão. Pensei, vamos com tudo e deu no que deu – brincou Hebert, em entrevista ao Sportv.

Vale lembrar. É o melhor desempenho do Brasil na história das Olimpíadas.