18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Atlético-MG vence o Grêmio e dá passo importante rumo ao título brasileiro

Vargas comemora o segundo gol do Atlético-MG
Vargas comemora o segundo gol do Atlético-MG. Foto: Reprodução Twitter / Atlético-MG

Não foi fácil, mas o Atlético-MG venceu o Grêmio por 2 a 1, nesta quarta-feira, no Mineirão, em jogo atrasado do Campeonato Brasileiro, e deu um passo importante rumo ao título. Com a vitória, o Galo abriu 10 pontos para o segundo colocado, Palmeiras, e 12 pontos para o terceiro colocado, Flamengo. Os gols do Atlético-MG foram marcados por Zaracho e Vargas, de pênalti. Para o Grêmio, marcou Campaz.

Saiba como apostar no Brasileirão

Apesar da situação do Grêmio na tabela (postulante fortíssimo ao rebaixamento), o jogo foi muito complicado para o Atlético-MG. O Tricolor Gaúcho foi pra cima e deu muito trabalho. O atacante colombiano Borja perdeu pelo menos duas grandes chances. E ainda teve um gol anulado pelo VAR logo nos primeiros minutos.

O Atlético-MG venceu graças a um gol de pênalti no segundo tempo. Aos 28 minutos do segundo tempo, Nacho Fernández cobrou falta, a bola bateu no braço de Campaz dentro da área e o árbitro Luiz Flávio de Oliveira marcou pênalti com auxílio do VAR. Vargas foi para a cobrança e colocou na rede.

No entanto, houve uma irregularidade no lance. O pênalti para o Atlético-MG deveria ter sido anulado, segundo a comentarista de arbitragem do Grupo Globo, Janette Arcanjo.

– Na penalidade marcada com um toque de mão do Campaz, nós podemos observar que na barreira tem um jogador do Atlético, o Savarino, que deveria estar a um metro de distância. Então, nesse caso, seria tiro livre indireto a favor do Grêmio, coisa que não foi percebida nem pela equipe do VAR nem pela arbitragem de dentro de campo – afirmou Janette na Central do Apito.

Com o bicampeonato brasileiro bem próximo, o técnico Cuca, do Atlético-MG, que nada tem a ver com a arbitragem, já faz as contas.

– Nós também estamos (jogando) domingo e quarta, quarta e domingo. Mas em contrapartida, estamos com 72% (aproveitamento). Nós podemos dar uma caída hoje para 50% dos pontos. Temos nove jogos, 27 pontos possíveis. Se somarmos 13 pontos, batemos 75, e dificilmente alguém vai alcançar este número. Por mais que essas equipes (Fla e Palmeiras) tenham grandes elencos, ninguém aguenta – afirmou.

Confira abaixo mais trechos da entrevista de Cuca:

Os números“Vamos falar em números, sabe? Eu adoro falar números, porque eu só fico com eles na cabeça. Acordo de madrugada e é número, vai de manhã e são números. A gente é uma calculadora, vive pensando em números”.

O Atlético já é o campeão?“Se você pensar que domingo tem o América e quarta-feira o Corinthians, não fica nada claro. Então não adianta os caras falarem: “ah, todo mundo acha que o Galo é campeão, menos o Cuca”. Mas não mesmo! Temos que jogar jogo a jogo”.

Recuperação do Atlético“Começamos perdendo uma partida para o Fortaleza, e depois nós empatamos uma com a Chapecoense. E as demais nós vencemos todas. Mas cada jogo vem o coração na boca, cara. Igual hoje aí, é muito difícil. E domingo não vai ser diferente, e quarta também não”.

Agradecimento aos torcedores“E obrigado ao torcedor que veio, encheu o Mineirão e trabalhou. Como esses caras trabalharam! Por isso que eu saí vibrando daquele jeito. Queria agradecer a esse povo aí pelo tanto que ele está fazendo por nós”.

Os gols do jogo:

Mancini elogia a atuação do Grêmio

A situação do Grêmio no Campeonato Brasileiro é delicadíssima. Mas o técnico Vagner Mancini já vê uma luz no fim do túnel. Ele gostou da atuação gremista contra o Atlético.

– Importante que o desempenho foi bem superior ao que a gente tinha visto até então. O Grêmio começa a ter a cara daquilo que quero. Time agressivo, que marque alto, marcação mais pressão para que a gente jogue também com um pouco de contra-ataque e transição. Falta alguma coisa? Falta. Obviamente vamos tentar o mais rápido ajustar aquilo que vimos de errado, mas o comportamento hoje (quarta) foi bem diferente – analisou.

Mancini afirmou em seguida que tem consultado os atletas para tomar as decisões.

– Os atletas têm participado muito das decisões, acho isso importante. O treinador não é dono da verdade, ele tem exatamente que conversar com os jogadores qual a melhor estratégia. Aí a gente decide se vai marcar mais adiantado ou não, mas com a participação do jogador. Esse comprometimento faz muita diferença, principalmente na fase que vivemos hoje no clube – completou.

O Grêmio tem o Gre-Nal pela frente, às 19h, neste sábado, no Beira-Rio. O Tricolor é o penúltimo colocado do Brasileirão com apenas 26 pontos.

Leo Santos
Leonardo Santos é jornalista esportivo com passagens por grandes jornais do Brasil como Lance e Grupo Globo. Escreve para o Apostagolos desde 2021.