18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Club Athletico Paranaense

O Club Athletico Paranaense, sediado na cidade de Curitiba, foi fundado no dia 26 de março de 1924. Anos depois, a instituição do estado do Paraná se tornou uma das principais do futebol brasileiro.

Athletico Paranaense - novembro - 2023
IMAGO / TheNews2

Da união de dois clubes nasceu o Athletico Paranaense

Muitos amantes do futebol não sabem, mas o Athletico Paranaense foi criado a partir da junção de dois outros clubes. Eram o International e o América, ambos de Curitiba. Não tardou muito para que o time do Sul do Brasil conquistasse o seu primeiro título. Foi o Campeonato Paranaense em 1925.

Ao longo dos anos, o Athletico cresceu de maneira gigantesca, deixando de ser uma equipe regional e ter objetivos maiores. Além de conseguir resultados expressivos dentro das quatro linhas, os paranaenses foram pioneiros nas estruturas que cercam o futebol profissional. Ao longo deste texto, você ficar por dentro em detalhes do patrimônio do clube.

Como surgiu o apelido de Furacão

Foi a partir do ano de 1949 que o Athletico Paranaense passou a ser chamado pelos seus torcedores de Furacão. No Campeonato Paranaense deste ano, a equipe rubro-negra chegou a números impressionantes.

 Em 12 jogos, o time teve a invencibilidade de 11 partidas, contabilizando dez triunfo e um empate. Neste período foram marcados 49 gols marcados. Como os athleticanos venciam os seus rivais sem grandes dificuldades, o time ganhou o apelido de Furacão.

 A equipe era formada em sua maioria com jogadores jovens e que vieram do interior do estado. Alguns dos atletas de destaque eram: Neno, Viana, Rui, Jackson e Cireno.

Tabela

  • Fundação – 26 de março de 1924
  • Apelido – Furacão
  • Cores – Preto e Vermelho
  • Presidente – Mario Celso Petraglia
  • Estádio – Arena da Baixada
  • Capacidade do Estádio – 42.372
  • Títulos Conquistados: Brasileirão da Série A (2021), Sul-Americana (2021 e 2018), Paranaense (1925, 1929, 1930, 1934, 1936, 1940, 1943, 1945, 1949, 1958, 1970, 1982, 1983, 1985, 1988, 1990, 1998, 2000, 2001, 2005, 2009, 2016, 2018, 2019 e 2020), Copa do Brasil (2019), Taça Suruga Bank (2019), Brasileirão da Série B (1995), Supercampeonato Paranaense (2002) e Copa Paraná (1998 e 2003)

Team: Jogos e Resultados

Team: Elenco

Ídolos do time

Entre os jogadores que são considerados ídolos pelo torcedor do Athletico Paranaense estão Djalma Santos, Alex Mineiro, Sicupira, entre outros.

O lateral-direito Djalma Santos, campeão mundial com o Brasil em 1928 e 1962, encerrou a sua carreira no Furacão. Ele jogou no clube de Curitiba no final dos anos 60. O grande objetivo dele foi reerguer a equipe depois do rebaixamento no Campeonato Paranaense 1967. Djalma vestiu vermelho e preto até 1972, jogando 32 partidas e fazendo apenas dois gols.

Há quem considere Sicupira, ex-meio-campista, como o maior ídolo athleticano. Ele detém a marca de 158 gols marcados no período de 1968 a 1976. Título ele conquistou apenas um, o Estadual de 1979. Vale citar que Sicupira é o maior artilheiro da história do Athletico Paranaense.

Alex Mineiro foi o atacante que participou do primeiro título de expressão dos paranaenses: Brasileirão de 2001. Na ocasião, ele chegou a ganhar o prêmio Bola de Ouro, pela Revista Placar, dado aos melhores da temporada. Ao todo, ele teve três passagens pelo clube da Arena da Baixada: 2001 a 2003, 2007 e 2009 a 2010. Foram 107 partidas, com 38 gols marcados.

Outros nomes deste clube que também merecem ser citados são:  Kléberson, Dagoberto, Fernandinho, Paulo Baier, Jadson, Washington e Assis.

Torcedores famosos

Agora, entre os torcedores ilustres, alguns deles merecem destaques. São eles: Emanuel (ex-jogador de vôlei), Paulo Leminsk (escritor), Roberto Requião (político), Sérgio Moro (ex-juiz e político).

A lista de torcedores athleticanos não para nos nomes citados no parágrafo acima. Outros famosos que são Athletico-PR são: Gleisi Hoffmann (política), John Allan (lutador de MMA) e Levir Culpi (treinador de futebol).

Hino do time

O hino oficial do Club Athletico Paranaense é uma composição de Genésio Ramalho e Zinder Lins. A canção foi lançada no final da década de 30, em comemoração ao bicampeonato invicto do Paranaense em 1929 e 1930.

Confira, abaixo, a letra do hino athleticano:

Athletico! Athletico!

Conhecemos teu valor

E a camisa rubro-negra

Só se veste por amor

E a camisa rubro-negra

Só se veste por amor

Vamos marchar, sempre cantando

O hino do Furacão

E no peito ostentando

A faixa de campeão

Athletico! Athletico!

Conhecemos teu valor

E a camisa rubro-negra

Só se veste por amor

E a camisa rubro-negra

Só se veste por amor

O coração athleticano

Estará sempre voltado

Para os feitos do presente

E as glórias do passado

Athletico! Athletico!

Conhecemos teu valor

E a camisa rubro-negra

Só se veste por amor

E a camisa rubro-negra

Só se veste por amor

À tradição, vigor sem jaça

Nos legou o sangue forte

Rubro-negro é quem tem raça

E não teme a própria morte

Athletico! Athletico!

Conhecemos teu valor

E a camisa rubro-negra

Só se veste por amor

E a camisa rubro-negra

Só se veste por amor

E a camisa rubro-negra

Só se veste por amor

Sede do time

O Athletico-PR é um dos clubes no futebol brasileiro que mais têm patrimônio. O seu campo de jogo é a Arena da Baixada, reformada para a Copa do Mundo de 2014, no Brasil.  Este estádio é um dos mais modernos do país, contando até com um teto retrátil.

Já o Centro de Treinamento do Caju, inaugurado no dia 26 de junho de 1999, também é um dos principais CTs do país. Lá a estrutura do local é comparada com aos centros de treinamento dos principais países do futebol europeu.

Sócio-Torcedor

O programa de sócio-torcedor do Athletico Paranaense é chamado de Sócio Furacão. Entre as vantagens de o athleticano ser associado estão: descontos em diversos e variados serviços e descontos em ingressos e produtos.

 O associado também terá lugar marcado na Arena da Baixada, com o seu nome, e a participação em ações exclusivas. Os valores do sócio-torcedor vão de R$ 14,90 a R$ 405,00, por mês.