18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Copa Feminina: Veja as 10 jogadoras que mais ganharam fãs

Alisha Lehmann brilhou nas redes sociais durante a Copa Feminina
Alisha Lehmann faz selfie com torcedor antes de partida na Copa Feminina. Crédito: IMAGO / ZUMA Wire

A campeã da Copa Feminina nas redes sociais foi Alisha Lehmann, fenômeno suíço que não precisou jogar bola para roubar a cena. Levantamento do Apostagolos.com mostra que a atacante foi quem mais ganhou seguidores no Instagram após a competição. Foram nada menos que 1,2 milhão de novos fãs na rede social em um mês.

Milene ataca beijo à força na Espanha: ‘Se fosse o Iniesta?’

O resultado impressiona uma vez que a Suíça teve desempenho tímido no Mundial. Alisha, nem se fala. Reserva, atuou em apenas 39 minutos durante a Copa Feminina inteira. Entrou nas partidas contra Filipinas e Nova Zelândia. Nas oitavas de final, quando as suíças foram goleadas por 5 a 1 pela Espanha, que seria posteriormente campeã, não saiu do banco.

Fortuna fora dos gramados

Alisha Lehmann chegou à Copa Feminina como a jogadora de futebol mais influente da atualidade e a atleta suíça mais seguida nas redes sociais, à frente do ex-tenista multicampeão Roger Federer. Fez grande sucesso entre os torcedores, sendo acionada para tirar selfies antes das partidas.

Apesar de ter aparecido muito pouco na Austrália e na Nova Zelândia, quando a bola rolou, a jogadora do Aston Villa teve um salto de alcance online, que influencia sua capacidade de monetizar suas redes sociais.

Estima-se que Alisha seja capaz de ganhar cerca de R$800 mil por uma única postagem no Instagram com os quase 15 milhões de seguidores atuais. Para se ter uma ideia, a jogadora mais bem paga do mundo na atualidade é Sam Kerr, do Chelsea. E o salário anual da australiana é de R$2,5 milhões, aproximadamente.

Copa Feminina - junho - 2024
Copa Feminina: Veja as 10 jogadoras que mais ganharam fãs

Matildas em alta

Três jogadoras da Austrália, que terminou a Copa Feminina em quarto lugar e encantou a torcida, marcam presença entre as dez jogadoras com maior ganho de seguidores no Mundial. Sam Kerr, craque do time, foi quem teve o segundo maior crescimento no Instagram entre todas as jogadoras que disputaram a competição. Foram mais de 450 mil novos seguidores.

Além dela, outras duas jogadoras da seleção que atuou em casa se destacaram: Mary Fowler e Mackenzie Arnold. Foi o melhor resultado da Austrália na história em Copas do Mundo e a campanha é considerada um marco no desenvolvimento do futebol no país.

Brasileiras bem cotadas

Apesar da campanha ruim na Copa Feminina, em que a seleção foi eliminada ainda na primeira fase, pelo menos duas jogadoras da seleção brasileira conseguiram capitalizar bastante nas redes sociais. Ary Borges e Marta aparecem como terceira e quarta jogadoras com maior ganho de seguidores.

Ary viralizou depois de fazer três gols e dar uma assistência na estreia do Brasil, contra o Panamá. Foi durante o auge da empolgação da torcida com a seleção e a brasileira surfou bem na onda. Marta, apesar do desempenho discreto na sua última Copa do Mundo, também teve crescimento no Instagram.

Reveja os três gols de Ary Borges na Copa Feminina

Finalistas entre as dez primeiras

Apenas uma jogadora deixou a Copa do Mundo com a glória nos gramados e o ganho relevante de seguidores nas redes sociais. Olga Carmona foi a responsável pelo gol do título da Espanha sobre a Inglaterra e aparece como a sexta jogadora que mais ganhou seguidores ao longo do Mundial. Foram cerca de 206 mil novos no Instagram da espanhola.

Outra finalista se destacou, em campo e fora dele: Mary Earps, da Inglaterra. A goleira foi eleita a melhor da posição na competição. Ela brilhou intensamente, inclusive na decisão, defendendo um pênalti. Mas não conseguiu evitar o título espanhol. Nas redes sociais, cresceu em cerca de 185 mil seguidores.

Bruno Marinho
42 artigos
Jornalista esportivo com passagens pelas redações do 'Lance', do 'Extra' e do 'Globo', com a cobertura das Copas do Mundo de 2014, 2018 e 2022 no currículo. Apaixonado por esportes e boas histórias.