18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Seleção Brasileira vence o Egito por 1 a 0 e vai às semifinais das Olimpíadas

A Seleção Brasileira Masculina de Futebol está nas semifinais das Olimpíadas de Tóquio. Com gol do centroavante Matheus Cunha, a equipe do técnico André Jardine venceu o Egito, neste sábado, em Saitama, por 1 a 0, e garantiu a classificação. Na semifinal, o Brasil vai encarar o México, que passou pela Coreia do Sul (vitória por 6 a 3). Na outra semifinal, se enfrentam Japão e Espanha.

Saiba como apostar nas Olimpíadas.

Foi um jogo de certa forma tranquilo para a Seleção Brasileira. Lá atrás, o goleirão Santos pouco foi ameaçado. Lá na frente, muitas chances criadas, mas apenas um gol pra conta. Aos 36 minutos do primeiro tempo, Richarlison fez boa jogada pela esquerda e tocou para Matheus Cunha na área. O centroavante dominou e finalizou bonito para marcar.

– Faltam dois jogos dificílimos, que teremos pela frente. Está chegando a hora. Estou muito feliz, feliz pelo meu desempenho, pelo desempenho da equipe. O sonho continua, vamos que vamos! – disse o volante Bruno Guimarães, do Lyon.

– Foi um jogo de muita intensidade. A gente sabia que eles iam se fechar e buscar um contra-ataque, uma bola parada. A gente conseguiu um gol no primeiro tempo, mas faltou matar. Fazer o primeiro, procurar fazer o segundo para deixar a gente mais tranquilo lá atrás – analisou, em seguida.

O capitão, Daniel Alves, também analisou a partida. Para ele, o resultado foi injusto e a Seleção merecia uma vitória mais elástica.

– Podíamos ter feito mais um gol. Mas não existe jogo fácil. As equipes evoluíram muito, criam dificuldades, mas em nenhum momento perdemos o controle. Tivemos chances para fazer mais gols e o placar acabou sendo injusto pelas chances que criamos – disse Dani.

A Seleção Brasileira está invicta nas Olimpíadas de Tóquio. Até o momento, foram três vitórias (contra Alemanha, Arábia Saudita e Egito), e um empate (contra a Costa do Marfim). Agora, é buscar o bicampeonato olímpico.

O Brasil enfrenta o México na terça-feira, às 5h, em Kashima. O México, vale lembrar, derrotou a Seleção Brasileira na final das Olimpíadas de Londres, em 2012, por 2 a 1. Aquela foi a primeira Olimpíada do craque Neymar.

– Nossa rotina tem sido sempre de curtir o dia da vitória. Tem sido bacana as nossas comemorações, mas amanhã já é dia de acordar, assistir o México, estudar o adversário e ir construindo o plano de jogo. Vamos nos preparar nos treinamentos, apesar do pouco tempo, ensaiar alguns movimentos e dar aos atletas alguns caminhos que acreditamos que possam nos dar a vitória – disse o técnico André Jardine.

A escalação do Brasil: Santos, Daniel Alves, Nino, Diego Carlos, Guilherme Arana; Bruno Guimarães, Douglas Luiz, Claudinho (Reinier); Antony (Malcom), Matheus Cunha (Paulinho) e Richarlison (Gabriel Menino). Técnico: André Jardine.