18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Seleção Brasileira vence a Espanha e conquista o Bicampeonato Olímpico

Foi sofrido, mas deu Brasil novamente! A Seleção Brasileira Masculina de Futebol venceu a Espanha neste sábado, em Yokohama, por 2 a 1, na prorrogação, e conquistou e medalha de ouro nas Olimpíadas de Tóquio. É o Bicampeonato Olímpico! Matheus Cunha e Malcom, que entrara no finzinho do jogo, marcaram os gols brasileiros. Oyarzabal marcou o gol espanhol.

Saiba como apostar nas Olimpíadas.

– A gente sabia que ia ser um jogo truncado do começo ao fim, mas a gente sabia da nossa qualidade e que quem tivesse no banco ia entrar e fazer a diferença. Hoje eu fui coroado, mas poderia ser outro. Pode entrar, sair, a gente tem um método de trabalho e a gente fez por merecer esse ouro – disse o herói Malcom ao site oficial da CBF. O gol dele saiu no início da prorrogação. O tempo normal terminou com o placar em 1 a 1.

– É uma sensação única. Primeiro, agradecer a todos pelo esforço, por insistir em mim. A única coisa que eu tenho é agradecer todo o apoio, a nossa família, nos assistindo do Brasil, nos incentivando, nos apoiando. A todo o povo brasileiro… A gente merece – acrescentou Malcom, que foi o último jogador a integrar a Seleção Olímpica. Ele não havia sido liberado pelo Zenit (RUS) para disputar a competição.

A vitória deste sábado da Seleção Olímpica, vale destacar, poderia poderia ter vindo no tempo normal, caso Richarlison, artilheiro da competição com cinco gols, não tivesse desperdiçado um pênalti ainda no primeiro tempo. Ele isolou a bola na cobrança.

Foi uma partida disputadíssima com ótimas chances de gol para os dois lados. A Espanha colocou duas bolas no travessão na reta final da partida. E o Brasil, como falamos anteriormente, desperdiçou um pênalti com Richarlison, e colocou uma bola na trave também com o Pombo.

– Tá vendo aí, né, Neymar? Falou que eu ia sentir a pressão. Peguei a 10, meti gol, fui artilheiro da competição e agora tu vai ter que me aguentar! – brincou Richarlison.

O lateral-direito Daniel Alves, um dos três jogadores acima de 24 anos na equipe do técnico André Jardine, chegou a 42 títulos na carreira. Ele é jogador de futebol com mais títulos na história.

– Por mais história que a gente tenha, por mais vivências que tivemos. Vir aqui pela primeira vez e voltar com o prêmio maior… Tem momentos em que somem as palavras. E esse com certeza é um deles. É muito maior que tudo que a gente possa falar, aqui é o maior evento do mundo – disse Dani.

A Seleção Brasileira encerra as Olimpíadas invicta. Estreou com uma vitória sobre a Alemanha: 4 a 2. Depois empatou com a Costa do Marfim em 0 a 0 e venceu a Arábia Saudita por 1 a 0. Nas quartas de final, passou pelo Egito: 1 a 0. Na semifinal, superou o México nos pênaltis após empate no tempo normal em 0 a 0.

E ficou claro que alguns jogadores do elenco olímpico podem ser aproveitados na Seleção principal. O lateral-esquerdo Guilherme Arana, do Atlético-MG, é um deles.

– Meu próximo sonho, nunca escondi de ninguém, é disputar a Copa do Mundo. Vou trabalhar em cima disso. O Tite já me conhece, e sei que ele sempre dá oportunidade para quem trabalha. Vou seguir trabalhando nesse ritmo e quem sabe bater lá na principal – disse ele à Rede Globo.

A medalha de bronze das Olimpíadas de Tóquio ficou com o México, que venceu o Japão.

A Seleção Brasileira, agora, se concentra na disputa das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo. Chile, Peru e Venezuela são os próximos adversários do Brasil.