18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Seleção Brasileira perde para a Argentina por 1 a 0 e está fora das Olimpíadas de Paris

Seleção Brasileira, do meia Maurício, caiu para a Argentina
Seleção Brasileira, do meia Maurício, caiu para a Argentina. Foto: IMAGO / TheNews2

A Seleção Brasileira decepcionou. A equipe comandada por Ramon Menezes foi derrotada pela Argentina por 1 a 0 no último jogo do quadrangular final do Pré-Olímpico e não conseguiu a classificação para os Jogos Olímpicos de Paris. É a primeira vez que a Seleção fica fora dos Jogos desde 2004. Vale sempre lembrar que o Brasil é o atual bicampeão olímpico. Levou a medalha de ouro na Rio-2016 e em Tóquio-2020.

Saiba como apostar em jogos de futebol

A Seleção Brasileira fez mais uma partida muito ruim no Pré-Olímpico. Criou muito pouco e foi castigado aos 32 minutos do segundo tempo. Gondou marcou de cabeça o gol dos hermanos, que precisavam da vitória para levar a classificação.

A Seleção terminou o quadrangular final com apenas três pontos. Perdeu para Paraguai e Argentina e venceu no sufoco a Venezuela.

O técnico Ramon Menezes evitou chamar a não classificação de fracasso.

– A gente já falou antes desse jogo, sobre ser fracasso. A gente sai da competição muito tristes, porque não conseguimos o nosso objetivo. Sempre soubemos da nossa responsabilidade. Uma competição muito dura, que mostrou o que já tínhamos passado em outros torneios, só que antes houve final feliz. Não conseguimos sair com um final feliz – disse ele.

– É um campeonato muito difícil, são duas vagas. Já sabíamos disso, do contexto. É frustrante, é desagradável. Todo mundo vai sofrer aqui com o que aconteceu. Mas agora é levantar a cabeça – acrescentou.

O atacante John Kennedy, do Fluminense, falou em sentimento de vergonha.

– Acho que é tristeza, mas da minha parte, principalmente vergonha. Seleção do tamanho do Brasil não pode ficar fora da Olimpíada. Tristeza, mas um pouco de vergonha. Pouco não, muita vergonha – analisou.

John Kennedy e Endrick eram as grandes referências da Seleção Brasileira em campo, mas não brilharam. Endrick fez algumas boas partidas, mas esteve longe de repetir as grandes atuações com a camisa do Palmeiras.

Leo Santos
2629 artigos
Leonardo Santos é jornalista esportivo com passagens por grandes jornais do Brasil como Lance e Grupo Globo. Escreve para o Apostagolos desde 2021.