18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Seleção Brasileira goleia o Peru e segue com 100% de aproveitamento na Copa América

A Seleção Brasileira vai muito bem, obrigado. Nesta quinta-feira (17), no Estádio Nilton Santos, sem muitas dificuldades, superou o Peru, em jogo válido pelo Grupo B da Copa América, por 4 a 0 com gols de Alex Sandro, Neymar, Everton Ribeiro e Richarlison. Foi a segunda vitória em dois jogos da equipe do tecnico Tite na competição.

O Brasil começou melhor na partida e, logo aos 11 minutos do primeiro tempo, abriu o placar com Alex Sandro. Após um ótimo contra-ataque e com direito a um toque na bola de cinema do craque Neymar, Gabriel Jesus serviu o lateral, que completou pra rede como um típico centroavante. A superioridade técnica brasileira, no entanto, não resultou em mais gols no primeiro tempo, muito por conta do relaxamento do Brasil. O Peru, mesmo com as suas limitações, conseguiu equilibrar o jogo. Um jogo feio na primeira etapa, vale frisar.

No segundo tempo, a Seleção Brasileira subiu, e muito, de produção com as entradas de Richarlison e Everton Ribeiro nos lugares de Everton Cebolinha e Gabigol. Aos 22 minutos, Neymar dominou na entrada da área e bateu colocado para marcar o segundo gol da Seleção Brasileira, o de número 68 dele com a amarelinha.

O terceiro, aos 43 minutos, foi uma pintura. Ney e Everton Ribeiro tabelaram. A bola chegou até Richarlison na esquerda. O atacante cruzou e Everton completou bonito para o gol: 3 a 0. E foi Richarlison que fechou o placar aos 46 minutos. Neymar achou Firmino na área. O centroavante finalizou para a defesa do goleiro. No rebote, em duas tentativas, Richarlison marcou: 4 a 0.

Seleção Brasileira
Neymar comemora o seu gol na partida. Ele foi eleito o craque do jogo. Foto: Lucas Figueiredo / CBF

Neymar desabafa

Após a partida, Neymar, o craque do jogo, deu uma entrevista na beira do campo em tom de desabafo. Bastante emocionado, ele falou:

– Vou dizer que foi bem complicado (o período pré-Copa América). A gente chegou aqui sem saber de muita coisa que estava acontecendo. Se ia ter ou não a Copa América. A gente sempre respeitou as hierarquias. Nunca diremos não para a Seleção Brasileia. Acho que discordar de uma ou outra coisa é normal. Tínhamos a nossa opinião e expressamos. A alegria de estar em campo pela Seleção sempre vai existir. Tanto pra mim, como para o nosso grupo – afirmou Ney, lembrando o posicionamento do elenco brasileiro, que não queria disputar a competição.

Líder do Grupo B da Copa América com seis pontos, a Seleção Brasileira volta a campo no dia 23 para enfrentar a Colômbia, às 21h, no mesmo Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro.

Seleção Brasileira: Ederson, Danilo (Emerson), Éder Militão, Thiago Silva e Alex Sandro (Renan Lodi); Fabinho, Fred e Neymar; Everton Cebolinha (Richarlison), Gabriel Jesus (Roberto Firmino) e Gabigol (Everton Ribeiro). Técnico: Tite.