18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Seleção Brasileira fica apenas no 0 a 0 com a Colômbia, pelas Eliminatórias

Neymar em ação contra a Colômbia
Neymar em ação contra a Colômbia. Foto: Lucas Figueiredo / CBF

Não foi um domingo de inspiração da Seleção Brasileira. Bem longe disso. Pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo, empate em 0 a 0, fora de casa, com a Colômbia. O resultado, no entanto, não preocupa, já que a Seleção lidera de forma isolada a competição com 28 pontos e está virtualmente classificada para o Mundial. Vale frisar que foi o primeiro tropeço do Brasil nas Eliminatórias.

Saiba como apostar em partidas de futebol

Agora, preocupa e muito a atuação do Brasil e de Neymar. O grande nome da equipe do técnico Tite pouco fez. Errou muitos passes, muitos dribles e matou muitas jogadas de ataque promissoras da Seleção. A única boa jogada de Ney saiu no primeiro tempo, quando ele achou Paquetá sozinho na área. Mas o meia, na frente de Ospina, finalizou pra fora.

Os destaques da Seleção entraram no segundo tempo: Raphinha e Antony. O primeiro deu um calor na zaga colombiana pelo lado direito. Muito rápido, entortou os adversários e quase marcou um belo gol de fora da área. Ospina salvou a Colômbia. Antony, por sua vez, quase guardou o dele após cruzamento de Raphinha. Ospina, novamente, salvou a Colômbia.

Lá atrás, a Colômbia, quando chegou, parou no goleiro Alisson. Atuação segura do goleirão do Liverpool. A linha defensiva brasileira (com Danilo, Militão, Marquinhos e Alex Sandro) também foi bem.

Para o volante Fred, do Manchester United, titular ontem do técnico Tite, a Seleção fez uma excelente partida.

– Jogamos muito bem, mas temos muito para melhorar ainda. Temos que continuar fazendo o nosso trabalho, continuar nessa sequência. A gente imaginava um jogo muito difícil, na Copa América já tinha sido muito difícil, vitória no último minuto. Acabou que não concluímos bem, pecamos nas finalizações. Mas jogamos muito bem – afirmou.

– Procuramos o gol o tempo todo. Infelizmente empatamos, não foi o resultado que queríamos. Estamos muito próximos da classificação para o Qatar. As eliminatórias não são fáceis. Nossa campanha é muito boa até aqui. Não foi o resultado que esperávamos, mas jogamos muito bem. Foi um teste muito difícil, a Colômbia tem muita qualidade – acrescentou.

A Seleção Brasileira volta a campo nesta quinta-feira, às 21h30, para enfrentar o Uruguai, na Arena da Amazônia, pela 12ª rodada.

Escalação da Seleção Brasileira: Alisson, Danilo, Marquinhos, Éder Militão (Thiago Silva) e Alex Sandro; Fabinho, Fred e Lucas Paquetá; Neymar, Gabriel Jesus (Antony) e Gabigol (Raphinha). Técnico: Tite.

Tite diz que Neymar foi bem

“Bem”. Assim o técnico Tite avaliou a participação do craque Neymar na partida entre Colômbia e Brasil, pelas Eliminatórias.

– Tivemos participação coletiva importante num jogo importante, com Neymar bem, como no nível da equipe bom. Talvez as expectativas em cima dele sejam que ele faça toda hora excepcionalidades e toda hora faça a diferença. É um jogador excepcional, porque faz jogadas excepcionais, excepcionalmente. E não corriqueiramente. É sim um jogador diferenciado, sabemos dessa condição. Foi muito bem marcado também, por vezes dobrada a marcação em cima dele, num contexto geral – disse Tite, em entrevista coletiva.

O treinador também falou sobre o duelo. Para ele, de boa qualidade técnica.

– Estamos em fase importante de entrada de atletas, de resgatar atletas jovens, de botar para jogar, em jogos importantes com atmosfera de retorno de público. Jogar com equipe qualificada como a Colômbia. Diferentemente do outro jogo (Copa América), que teve mais antijogo, hoje não, teve mais qualidade técnica das duas equipes – avaliou.

Hoje teve troca de iniciação, as duas equipes propunham jogo, iniciando com seus goleiros, invariavelmente. Tinha construção média, nós com mais posse, a Colômbia com mais verticalidade. Nós conseguimos concluir cinco vezes de dentro da área, com duas oportunidades reais, em que o Ospina foi muito bem. Oportunidades mais criadas, mas em mais finalização de média distância da Colômbia. Foi jogo de bom nível – acrescentou, por fim, o treinador da Seleção Brasileira.

Abaixo, mais trechos da entrevista do técnico da Seleção:

O futebol da Seleção não agrada? “A pessoa colocar na boca de outros comentários é difícil de contra-argumentar o que ela fala a respeito de outros. O que posso dizer é que estamos numa fase, em etapas, construindo uma classificação, construindo uma equipe…”

Participação ofensiva de Fabinho e Fred “Fabinho é um jogador mais posicional, com saída boa, num número enorme de acerto de passes, com Fred pouco mais à frente. Mas são jogadores que trabalham por trás. Não são jogadores com característica de infiltração.

O Fred rodando, fazendo com que os atletas, o externo, o Jesus, o Neymar, o Gabriel Barbosa, o Paquetá, recebesse essa bola, com mais clareza, com bons passes. Para nós fizeram bom jogo, dentro das características deles”.

Gabigol e Gabriel Jesus“Jogamos hoje com 66h de intervalo, o que é difícil, como foi para a Colômbia também. A recuperação não tem fisiologicamente o atleta recuperado. Quando falo isso é o corpo e a mente que não conseguem responder ao seu estímulo.

Mesmo assim fizeram jogo de alto nível. Alguns jogadores tiveram jogo melhor no outro jogo, outros hoje (domingo), faz parte do jogo, do contexto. Importante é ter equipe que possa ter alternativas. Não vai ter jogadores em grande momento e inspirados o tempo todo. Não vai. Por isso as substituições”.

100 jogos do Thiago Silva“Entrou um garoto na zaga. Se não de idade, de espírito. Com a referência importante de 100 jogos. Ele é um atleta emblemático que merece tanto respeito. Tradicionalmente, talvez humanamente a gente só reconheça mais com o tempo, né. É importante reconhecer agora toda trajetória e grandeza do Thiago. Entrar num jogo difícil de 100 jogos. Por isso estou brincando que é um garoto”.

Confira os outros resultados da quinta rodada (rodada atrasada) das Eliminatórias:

Bolívia 1 x 0 Peru

Venezuela 2 x 1 Equador

Argentina 3 x 0 Uruguai

Chile 2 x 0 Paraguai

Neymar diz que a Copa do Qatar deve ser a sua última

Aos 29 anos, Neymar pode estar perto de se aposentar da Seleção Brasileira. Em entrevista concedida à Dazn, o craque afirmou que a Copa do Qatar, em 2022, pode ser a sua última na carreira. Ele já disputou dois Mundiais (2014 e 2018) e esse seria o seu terceiro.

– Acho que é minha última Copa do Mundo (2022). Eu encaro como a minha última porque não sei se terei mais condições, de cabeça, de aguentar mais futebol. Então vou fazer de tudo para chegar muito bem, fazer de tudo para ganhar com meu país. Para realizar o meu sonho desde pequeno e espero poder conseguir – disse Neymar, que terá apenas 34 anos na Copa de 2026, que será realizada em EUA, Canadá e México.

Abaixo, outro trecho da entrevista de Neymar:

França vence a Espanha por 2 a 1 e conquista a Liga das Nações

Três anos após a conquista da Copa do Mundo da Rússia, a seleção francesa segue voando. Neste domingo, venceu a Espanha por 2 a 1, de virada, e conquistou a Liga das Nações, no San Siro (Itália). Oyarzábals abriu o placar para a Fúria, mas os craques Benzema e Mbappé trataram de virar o jogo e garantiram o título para a França.