18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Sanções a Abramovich começam a prejudicar seriamente o Chelsea

Abramovich e Chelsea vivem situação complicada
Abramovich e Chelsea vivem situação complicada. Foto: IMAGO / PA Images

Na última quinta-feira (10), o governo do Reino Unido anunciou algumas sanções a sete oligarcas russos, entre eles Roman Abramovich, dono do Chelsea. Entre as novas normas estabelecidas estão o congelamento de bens e a proibição de viagens para o Reino Unido. Além disso, qualquer cidadão ou empresa britânica está proibido de fazer negócios com eles. Veja abaixo como o clube inglês será afetado.  

Saiba como apostar na Champions League

– Não haverá venda de ingressos, somente quem adquiriu o carnê da temporada poderá ir aos jogos;
– Não haverá vendas de mercadorias;
– Não haverá renovações de contrato;
– Não haverá transferências de jogadores;
– O clube não poderá ser vendido no momento.  

Apesar das sanções, as autoridades britânicas concederam uma licença permitindo que o clube continue com as atividades relacionadas ao futebol. Os Blues, que completaram nesta semana 117 anos de fundação, seguem disputando o Campeonato Inglês, a Copa da Inglaterra e a Liga dos Campeões.  

– Para garantir que o clube possa continuar a competir e operar, estamos emitindo uma licença especial que permitirá que os jogos sejam cumpridos, os funcionários sejam pagos e os titulares de ingressos possam assistir aos jogos enquanto, crucialmente, priva Abramovich de se beneficiar de sua propriedade – disse o comunicado emitido pelo governo britânico. 

Na manhã de quinta-feira, a loja do clube estava fechada e com um recado na porta: “Devido ao último anúncio do governo, esta loja estará fechada por hoje até novo aviso.” 

Mesmo diante de todos os acontecimentos, o Chelsea entrou em campo e venceu o Norwich por 3 a 1 em jogo adiantado da Premier League.  

Confira as principais permissões na Licença que o governo britânico concedeu: 

– Custos razoáveis ​​necessários para o clube sediar jogos em sua casa ou campo (sujeito a condições), incluindo segurança, refeições e acomodação;
– Remuneração, subsídios e pensões de todos os colaboradores do clube, incluindo os vencimentos dos seus jogadores e demais equipes técnicas empregadas pelo clube;
– Custos razoáveis ​​de viagem de e para jogos de qualquer uma das equipes do clube para jogadores e funcionários essenciais (sujeito a condições);
– Pagamentos relativos a acordos de empréstimo e venda de jogadores feitos antes da designação.  

Punição a Abramovich ameaça Chelsea na Champions  

A punição anunciada pelo governo britânico a Roman Abramovich pode ter consequências imediatas no futebol do Chelsea. Isso porque, entre as muitas sanções impostas, a mais imediata diz respeito ao confronto contra o Lille na próxima semana, pela Champions League: o clube tem um limite de apenas 20 mil libras para utilizar nas viagens do time. Esse valor é considerado insuficiente para a viagem da equipe até a França para a partida.  

Ainda não se sabe se o Chelsea terá condições de viajar para a disputa da partida. O jogo da volta está marcado para a próxima quarta-feira (16), no Wstádio Pierre Mauroy. Os Blues venceram a partida de ida por 2 a 0.  

– Não sei se estou preocupado, mas estamos cientes da punição, e isso muda quase todo dia. Não podemos fazer muito sobre isso. Sigo feliz por estar aqui e ser o técnico de um forte time de futebol. Sei que há muito barulho ao nosso redor, mas ainda damos nosso melhor para focar no futebol. No momento, parece que o futebol está mais ou menos protegido. Mas vamos ver, amanhã tudo pode mudar – afirmou Thomas Tuchel, técnico do Chelsea. 

Leo Santos
551 artigos
Leonardo Santos é jornalista esportivo com passagens por gra ...