18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Pelo Brasileirão, Flamengo tropeça no Ceará e perde a chance de encostar no líder Palmeiras

Gabigol e Jô balançaram a rede e foram expulsos no jogo
Gabigol e Jô balançaram a rede e foram expulsos no jogo. Foto: Marcelo Cortes / Flamengo / Divulgação

O Flamengo teve, neste domingo, uma grande chance para encostar de vez no Palmeiras, no Campeonato Brasileiro. Mas desperdiçou a primeira oportunidade. O Rubro-Negro apenas empatou em 1 a 1 com o Ceará, no Maracanã, e, assim como no início da rodada, segue a sete pontos do Palmeiras, que empatou em 2 a 2 com o Red Bull Bragantino, fora de casa. Caso vencesse, o Flamengo cortaria a vantagem alviverde para cinco pontos.

Saiba como apostar na Taça Libertadores

Não foi uma grande atuação do Flamengo, longe disso. No primeiro tempo, principalmente, a equipe do técnico Dorival Júnior encontrou muitas dificuldades. O Ceará encaixou a marcação e o Rubro-Negro quase não criou. Diego e Victor Hugo, os meias do Flamengo que começaram no time titular, pouco fizeram. Nas pontas, Everton Cebolinha e Marinho também encontraram dificuldades. Desta forma, a bola pouco chegou em Gabigol.

O Ceará, do técnico Lucho González, se aproveitou e abriu o placar no fim do primeiro tempo com Jô. Após ótimo contra-ataque, Speed Mendoza achou o centroavante, que tocou no cantinho do goleiro Santos.

Dorival Júnior resolveu fazer quatro substituições no intervalo. Colocou alguns medalhões (Pedro, Arturo Vidal e Everton Ribeiro) e o lateral-direito Matheuzinho em campo, e o time melhorou. Pressionou e logo chegou ao empate com Gabigol. Após escanteio cobrado, Richard desviou errado e o artilheiro colocou na rede.

Foi o gol de número 100 de Gabigol no Brasileirão. É o jogador mais jovem (26 anos) a alcançar essa marca. Ele também completou 200 jogos com a camisa do Flamengo.

O Rubro-Negro seguiu pressionando, mas esbarrou na ótima atuação do goleiro João Ricardo e na falta de pontaria. O jogo ficou picotado, principalmente após o Ceará ter Jô expulso por reclamação. Gabigol também foi expulso por reclamação e ficou por isso mesmo: 1 a 1.

Após o jogo, o técnico Dorival Júnior foi perguntado sobre o motivo de não ter mandado a campo o time titular, já que o confronto de quarta-feira, contra o Vélez, pela Libertadores, está praticamente definido.

– Arrependimento nenhum. Confio na equipe que coloquei em campo. Não podemos colocar na conta dos jogadores. Situação que você acredita e tem uma decisão tomada. Nós pensamos de outra forma, não quero correr risco, temos histórico sobre isso, só voltar no tempo. Precaução tem que fazer parte da nossa vida. Não quero é uma surpresa desagradável na quarta-feira. Futebol prega peças – disse Dorival.

– Nós não tivemos a mesma dinâmica que apresentamos em outras oportunidades. Tivemos a necessidade de alterar. Voltamos ao segundo tempo de outra forma e em outra postura. Empatamos logo no início e tivemos um volume bom, criamos oportunidades. Nós temos que respeitar quando isso acontecer, tirar todas as lições possíveis e devemos continuar trabalhando como sempre foi – acrescentou.

Flamengo e Vélez se enfrentam na quarta-feira, às 21h30, no Maracanã, no jogo de volta da semifinal da Libertadores. O Rubro-Negro pode perder por até três gols de diferença que estará na final da competição.

Veja como ficou a tabela do Brasileirão

E os últimos resultados

Leo Santos
853 artigos
Leonardo Santos é jornalista esportivo com passagens por gra ...

Artigos mais recentes