18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Palpite Equador x Venezuela – Copa América – 22/06/2024

Confira os mercados para palpites Equador x Venezuela. O jogo da 1ª rodada da Copa América acontece no sábado (22/06), às 19h, no Levi’s Stadium, em Santa Clara. Saiba como chegam as seleções para o torneio e as avaliações dos cenários para apostar em Equador x Venezuela.

Equador
Venezuela
Odds estão sujeitas a alterações. Ultima atualização 6 de junho de 2024 16:29.

Desempenho recente do Equador

Apesar da derrota para a Itália, o Equador tem tido bons números. A seleção venceu dois e empatou dois dos últimos cinco jogos.

Desempenho recente da Venezuela

Nos palpites Equador x Venezuela é preciso considerar que os venezuelanos vivem um péssimo momento. São cinco partidas seguidas sem vitória.

Prognóstico e palpite final para Equador x Venezuela

As dicas para palpites Equador x Venezuela vai para uma vitória dos equatorianos. A seleção tem tido um desempenho mais estável que o adversário.

Informações da partida, estatísticas e placar ao vivo

Os palpites Equador x Venezuela são válidos pela 1ª rodada da Copa da América. Portanto, é importante verificar o máximo de informações sobre como chegam os dois países.

Apesar de ser o primeiro compromisso das duas seleções, a expectativa é que os equatorianos cheguem mais forte. Por isso, não seria uma surpresa um triunfo confortável nesta estreia.

Quando for apostar em Equador x Venezuela você também pode considerar a ferramenta abaixo. Nela você encontra estatísticas relevantes do confronto. Saiba em tempo real quem está finalizando mais, tendo mais posse de bola e outras informações importantes da partida.

Equador x Venezuela frente a frente: estatísticas e resultados

Qual é o grande favorito para este jogo? Veja abaixo as informações mais relevantes sobre as seleções antes do palpite no confronto.

Equador na Copa América

Apesar de ser uma seleção consolidada entre as quatro melhores da América do Sul nas últimas eliminatórias, o Equador não tem um bom histórico na Copa América. O país nunca venceu o torneio e não chega na semifinal desde 1993.

Portanto, na hora dos palpites Equador x Venezuela de longo prazo, principalmente, é preciso considerar este histórico limitado. Na última edição, os equatorianos foram eliminados sem sequer vencer uma partida. Foram três empates e duas derrotas. A queda ocorreu em uma derrota por 3 a 0 para a Argentina nas quartas de final.

No entanto, o time tem um elenco de peso. O Equador conseguiu renovar a seleção e manter a qualidade elevada. Com isso, conta com nomes como Moisés Caedo, Pervis Estupiñán e Piero Hincapié com moral na Europa. Outro jogador para ficar de olho é o jovem Kendry Páez, que tem venda acertada para o Chelsea.

Venezuela na Copa América

Assim como o Equador, a Venezuela também nunca venceu a Copa América. São os únicos dois participantes frequentes que jamais chegaram em uma decisão do torneio.O melhor desempenho dos venezuelanos foi um quarto lugar em 2011.

Na última edição, a Venezuela caiu ainda na 1ª fase. Em uma chave com Brasil, Peru, Colômbia e Equador, a seleção empatou duas e perdeu outras duas. Ficou atrás dos equatorianos por um ponto.

A principal diferença entre as seleções que vale levar em consideração nos palpites Equador x Venezuela é na qualidade dos atletas. Falta renovação por parte dos venezuelanos.

Atualmente, a seleção não tem jogadores no primeiro escalão do futebol europeu. O mais valorizado é Cristian Cáceres Jr. Porém, o meia joga pelo Toulouse, na Ligue 1 Francesa. Já o nome de maior peso da Venezuelana é o veterano Salomón Rondón, que atua no Pachuca.

Marianna Leao
283 artigos
Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Juiz de Fora, Marianna Leão atua com criação de conteúdo online há 11 anos. Além de escrever para o Apostagolos, a jornalista também publica análises de casas de apostas no Somos Fanáticos e no Antenados no Futebol. Entusiasta da escrita criativa, Marianna também possui uma carreira como escritora. Tendo publicado os livros Hater Nº1 e Clube da Meia-Noite, além dos contos O Último Casal da Fada Madrinha e Feitiço de Carnaval.