18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Pablo viaja para acertar o retorno ao Athletico-PR

Pablo vai trocar o São Paulo pelo Athletico-PR
Pablo vai trocar o São Paulo pelo Athletico-PR. Foto: Rubens Chiri / São Paulo

Tudo leva a crer que Pablo voltará para sua casa em 2022. Após acertar a rescisão de contrato com o São Paulo, o atacante está livre para negociar o seu retorno ao Athletico-PR. O jogador viaja para Curitiba ainda neste fim de semana para finalizar os últimos detalhes do contrato. A informação foi divulgada pelo site “Globoesporte.com”.  

Conheça os melhores sites de aposta esportiva

O Furacão discute com o staff do atleta sobre o tempo de contrato. É importante destacar que Pablo recebeu diversas propostas de clubes brasileiros e do futebol internacional, mas sempre demonstrou vontade em retornar ao Athletico, como afirmou o presidente do clube, Mario Celso Petraglia, em coletiva realizada nesta semana.  

– O pensamento da vida dele é voltar para casa. Tendo a rescisão, ele volta para casa – disse. 

No final da tarde desta sexta-feira (28), Pablo teve sua rescisão com o São Paulo publicada no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. De forma parcelada, o Tricolor vai pagar os R$ 2,5 milhões que ainda deve ao jogador de 29 anos e ainda permanecerá com 30% dos seus direitos econômicos. A dívida será paga em parcelas até o final de 2023, período que duraria o contrato do atleta com o clube paulista.  

Nos últimos dias, Pablo e Furacão já haviam acertado as bases do contrato, assim que o São Paulo decidiu que o atacante não permaneceria no Morumbi e começou a formalizar sua rescisão. 

A ideia da diretoria do Athletico-PR é sacramentar o acordo neste final de semana e anunciar o novo reforço já no início da próxima semana. 

O atacante foi a contratação mais cara da história do São Paulo, custando R$ 26 milhões aos cofres do clube. Atuando por três temporadas pelo Tricolor, Pablo nunca caiu nas graças da torcida. Ao todo, ele disputou 121 partidas e marcou 32 gols pelo time paulista.  

Pelo Furação, a história é outra. Pablo atuou em 171 jogos e conquistou três títulos com a camisa rubro-negra. Entre eles, a Copa Sul-Americana de 2018, que foi a primeira conquista internacional do clube paranaense. O atleta chegou ao CT do Caju em 2006, com apenas 14 anos de idade.

Marcelo Djian e ex-membros da comissão técnica de Luxa colocam o Cruzeiro na Justiça 

O Cruzeiro terá mais problemas na Justiça do Trabalho. Isso porque alguns ex-membros do departamento de futebol acionaram o clube judicialmente para receber os seus direitos. Entre dezembro do ano passado e janeiro de 2022, três profissionais que estiveram recentemente na Raposa entraram com as ações, são eles: o ex-diretor de futebol, Marcelo Djian, e os membros da comissão técnica de Vanderlei Luxemburgo, o fisiologista Emerson Silami e o preparador físico Antônio Mello.  

Ao todo, as ações somam R$ 2.052.985,39. A maior delas corresponde ao ex-diretor de futebol Marcelo Djian, que esteve no clube mineiro entre 2018 e 2019 durante a gestão de Wagner Pires de Sá. Ele acabou sendo desligado da Raposa no início de janeiro de 2020.  

O autor da ação alega que recebia R$ 120 mil mensais, mas na rescisão contratual o Cruzeiro se comprometeu a pagar R$ 984.178,68, divididos em R$ 624.354,68 de verba rescisória e a outra parte de salários atrasados, 13º e férias. 

Antônio Mello 

O preparador físico de Vanderlei Luxemburgo acionou o clube na última quarta-feira (26) e cobra o valor de R$ R$ 564.027,45. Antônio Mello solicitou que a SAF seja incluída como réu no processo. Segundo a ação, o profissional recebia R$ 73.800,00 (sendo R$ 5,8 mil a título de hospedagem/aluguel). Mello ainda afirma que sua carteira de trabalho não foi registrada pelo clube.  

Por fim, o preparador físico diz que o salário referente a dezembro ainda não foi quitado e pede o pagamento de:  

Aviso Prévio 30 dias: R$ 73.800 

04/12 de 13º salário 2021: R$ 24.600 

01/12 de 13º salário 2022: R$ 6.150 

05/12 de férias +1/3: R$ 41.000 

FGTS sobre rescisão: R$ 11.640 

FGTS do período: R$ 55.350 

Multa FGTS do lapso: R$ 22.140 

Salário não pago dezembro 2021: R$ 73.800 

O profissional ainda cobra mais R$ 68 mil relacionado à rescisão unilateral de contrato e multas previstas na CLT e honorários.  

Emerson Silami 

O fisiologista retornou à Raposa para integrar a comissão técnica de Luxemburgo. Ele já havia trabalhado no clube em 2019, quando Mano Menezes era o treinador, e já tinha entrado na Justiça anteriormente. Na nova ação, o profissional cobra R$ 105.056,00. 

Emerson Silami foi contratado em agosto de 2021 e tinha vencimentos de R$ 20 mil mensais. Ele também alega que não teve a carteira de trabalho assinada, pois a prestação de serviço era por intermédio da sua empresa, Silami Garcia e Fontes Sports Ltda/ME. 

Até o momento, o Cruzeiro não se pronunciou e acompanha os processos na Justiça do Trabalho, onde irá se manifestar nos autos.  

 

Leo Santos
1173 artigos
Leonardo Santos é jornalista esportivo com passagens por gra ...

Artigos mais recentes

Cristiano Ronaldo comemora primeiro gol oficial na Arábia Saudita

Zagueiro do Valencia pede desculpas após entrada dura em Vini Jr

Arsenal e Gabriel Martinelli renovam contrato