18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Neymar vai desfalcar o PSG por até oito semanas

Neymar desfalca o PSG por até oito semanas
Neymar desfalca o PSG por até oito semanas. Foto: Reprodução Instagram / Neymar

O craque brasileiro Neymar, do PSG, não joga mais em 2021. Ao torcer o tornozelo esquerdo na partida contra o Saint-Étienne, pelo Campeonato Francês, o jogador sofreu uma lesão nos ligamentos locais e precisará de seis a oito semanas para voltar a jogar.

Saiba como apostar em jogos de futebol

Neymar se machucou aos 38 minutos do segundo tempo, após ser atingido por um carrinho do volante Maçon. Ele pisou errado com o pé esquerdo e torceu o tornozelo. Chorando no chão, Ney foi carregado de maca para fora do campo e não voltou mais para o jogo. Ele deixou o estádio de muletas e bota ortopédica.

Nas redes sociais, o jogador postou: “Bora recuperar, infelizmente esses contratempos fazem parte da vida de uma atleta. Agora é o que tem, levantar a cabeça e vamo que vamo 🔥🔥🔥 voltarei melhor e mais forte👊🏽”.

A lesão de Neymar preocupa também, é claro, a Seleção Brasileira. O jogador teve recentemente duas fraturas no osso metatarso do pé direito. Em 2018 e 2019. Nas duas ocasiões, ele passou por cirurgia.

Os números do jogador na atual temporada são bons. Em 14 jogos pelo PSG, marcou três gols e deu três assistências. Pela Seleção Brasileira, foram cinco partidas com dois gols e quatro assistências.

O PSG, vale destacar, venceu o Saint-Étienne por 3 a 1, fora de casa, com dois gols de Marquinhos e um de Di María. O time é líder isolado da competição com 40 pontos, 12 a mais que o segundo colocado, Rennes.

Sem Neymar, o Paris Saint-Germain volta a campo nesta quarta-feira, às 17h (horário de Brasília), para enfrentar o Nice, em casa, pelo Campeonato Francês. O PSG deve entrar em campo assim: Donnarumma, Dagba, Marquinhos, Kimpembe e Nuno Mendes; Danilo Pereira, Paredes e Gueye; Mbappé, Di María e Messi.

Leo Santos
Leonardo Santos é jornalista esportivo com passagens por grandes jornais do Brasil como Lance e Grupo Globo. Escreve para o Apostagolos desde 2021.