18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Mbappé já recusou duas propostas de renovação do PSG, diz jornal

Mbappé em treino do PSG desta quinta-feira
Mbappé em treino do PSG desta quinta-feira. Foto: Divulgação / PSG

Parece que o futuro de Mbappé será mesmo longe do PSG. Após mais uma grande e decisiva atuação contra o Real Madrid, pela Champions League, o craque francês voltou a ganhar destaque na imprensa do país. O jornal “Le Parisien”, que trata de outros assuntos além do futebol, dedicou sua capa desta quinta-feira (17) ao jogador, que é nascido na cidade. Na publicação, o diário parisiense iniciou uma campanha para que Mbappé permaneça no PSG, mas informou que o clube está encontrando dificuldades para que isso aconteça.  

Saiba como apostar na Champions

A capa do jornal mostra uma foto do craque comemorando o golaço marcado na vitória por 1 a 0 sobre o Real Madrid, no Parque dos Príncipes, na última terça-feira (15), com a manchete “Fique!”. Benoit Lallement, editor-chefe de esportes do diário, publicou uma editoria elogiando o jogador e dizendo que a saída do astro pode deixar “um vazio” no clube francês, mesmo com um elenco estrelado que conta com Messi e Neymar.  

Segundo a matéria publicada, Mbappé já recusou duas ofertas de renovação do PSG, que ofereceu um salário líquido na casa dos 45 milhões de euros (cerca de R$ 264 milhões) por temporada. Ainda de acordo com o diário, o clube estaria planejando uma estratégia para convencer o astro a permanecer em Paris, mas ao que tudo indica, não será fácil. Vale lembrar que o contrato do jogador vai até julho deste ano e, caso não renove com o time francês, ficará livre no mercado para assinar com qualquer outra equipe.  

Sem muitas opções, o PSG surge com a possibilidade de oferecer um contrato curto, de um ou dois anos, para contar com o jogador por mais algum tempo e tentar negociá-lo por algum valor. O grande medo da diretoria francesa é que Mbappé saia de graça do clube, que investiu 180 milhões de euros para adquiri-lo, em 2018, junto ao Mônaco.  

O Real Madrid, apontado como o provável destino do craque francês, tentou a sua contratação no início da atual temporada, oferecendo algo em torno de 180 milhões de euros, segundo a imprensa espanhola. O PSG, por sua vez, fez uma contraproposta e exigiu ao menos 200 milhões para negociar o atleta. Ciente de que seria o último ano de contrato, o clube merengue recuou nas conversas.  

Manchester City entra na Justiça contra clube da quinta divisão chilena

O Manchester City não aceita imitações. O clube inglês ficou furioso ao ver que uma agremiação da quinta divisão chilena está se inspirando em suas marcas para disputar o campeonato. Ao saber da situação, os ingleses acionaram o Santiago City na Justiça por conta do uso do nome City e de um escudo muito parecido com o seu e dos demais clubes que fazem parte do City Football Group.  

O clube de Santiago, que está se preparando para estrear na Tercera B, equivalente à quinta divisão chilena, utiliza as características do seu escudo, além de ter uma semelhança específica com o do time inglês.  

Através de um escritório de advocacia do Chile, o Manchester City notificou judicialmente o recém-criado clube chileno, sob alegação de “uso não autorizado de marca registrada e desenho característico”. Os ingleses solicitaram que o Santiago City pare de usar a marca, além de se comprometer por escrito a não utilizá-la novamente.  

“O Manchester City se preocupa que sua marca e especialmente o escudo que estão utilizando atualmente possa criar confusão no mercado e se associe com as marcas e o fundo comercial de nosso cliente, além de induzir o público a pensar que o Santiago City é parte do City Football Group, o que não é correto. Por isso, o escudo que está utilizando não pode coexistir com as marcas do Manchester City e nosso cliente tem direito a proteger sua posição mediante à aplicação dos direitos de propriedade industrial”, diz trecho da notificação, publicada pelo jornal chileno “La Tercera”. 

Advogado do Santiago City, Christian Berndt negou que tenha qualquer referência proposital ao conglomerado de clubes. De acordo com o próprio, o clube chileno busca uma saída amigável e admite até trocar o escudo:

– Enviamos nossa contestação nos prazos assinalados. O ideal seria que as diretorias dos clubes chegassem a um acordo amigável. Temos que olhar bem para o que estão apontando, que nosso escudo tem as mesmas proporções ou que teríamos alguma intenção de parecer ser do Grupo City. Não é assim. A notificação é uma espécie de advertência, pelo que eu entendo. O espírito é de tentar uma saída amistosa. Se houver certeza do que eles acusam, cogitaríamos a opção de mudar o escudo. 

Leo Santos
551 artigos
Leonardo Santos é jornalista esportivo com passagens por gra ...