18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Marta encerra a sua participação em Copas do Mundo

WWC23 JAMAICA BRAZIL, A visibily upset Marta of Brazil following their nil all draw with Jamaica during the FIFA Women s
Créditos: xJOELxCARRETTx

Atacante de 37 anos se despediu do Mundial de 2023 de maneira melancólica, com uma eliminação precoce.

Seis vezes eleita a Melhor Jogadora do Mundo (2006, 2007, 2008, 2009, 2010 e 2018), maior artilheira das Copas (masculina e feminina) com 17 gols e a maior goleadora da seleção feminina do Brasil, com 122 gols em 189 jogos. Esta é a atacante Marta – jogadora símbolo da Seleção Brasileira e do futebol feminino mundial.

Nesta quarta-feira, 2 de agosto, após a eliminação precoce para a Jamaica na Copa do Mundo 2023, a atleta de 37 anos confirmou que foi o seu último mundial.

“É difícil falar num momento como esse. Não era, nem nos meus piores pesadelos, a Copa do Mundo que eu sonhava. Mas é só o começo. O povo brasileiro pedia renovação. Está tendo a renovação. A maioria das meninas tem muito talento e um caminho enorme pela frente. É só o começo para elas. Eu termino aqui, mas elas continuam.”

Do elenco de 23 jogadoras que foram convocadas pela técnica sueca Pia Sundhage, 11 nunca tinham disputado uma Copa do Mundo. As atletas eram: Camila, Antonia, Bruninha, Lauren, Duda, Kerolin, Adriana, Ana Vitória, Ary Borges, Nycole e Gabi Nunes.

Em sua entrevista emocionada, Marta fez questão de pedir apoio para as novas jogadoras que estão chegando agora na seleção.

“A gente tem que continuar apoiando essas meninas, porque esse é só o começo para elas. E ano que vem já tem a Olimpíada. Então, da mesma maneira que a galera estava empolgada no começo da Copa, apoiando a gente, seleção feminina, futebol feminino do Brasil, que continue apoiando. Que não seja só no momento, mas que seja contínuo, porque o trabalho tem que continuar.”

Agora é esperado que Marta esteja presente nos Jogos Olímpicos de Paris, na França. A competição acontece no ano que vem, do dia 26 de julho a 11 de agosto.

Análise do empate

Em conversa com a reportagem da TV Globo, Marta também fez uma análise sobre o empate de 0 a 0 com a Jamaica. O jogo da terceira rodada do Grupo F foi realizado no Melbourne Rectangular Stadium, na cidade de Melbourne, na Austrália.

“Sabíamos que elas chegariam dessa maneira. Faltou mais paciência para a gente, os números não mentem: só uma equipe queria jogar. Elas entraram para se defender e encontrar uma bola para a número 11. Essas horas precisam de paciência e manter a bola perto da área, porque qualquer deslize encontraríamos algo, coisas que poderiam ter acontecido. Agora é seguir em frente”, analisou a camisa 10.

Ao fim da primeira fase do Mundial, o Brasil ficou na terceira colocação do Grupo F. A campanha foi de uma vitória (4 a 0 no Panamá), uma derrota (2 a 1 para a França) e um empate (0 a 0 com a Jamaica).

A Copa do Mundo organizada pela FIFA é disputada desde 1991. A Seleção Brasileira participou de todas as edições. Apenas em 1991 e 1995 que a formação canarinha não passou da fase de grupos.

Leandro Gaignoux
256 artigos
Graduado em 2013, Leandro é um jornalista apaixonado por esportes. Iniciou sua trajetória profissional na Super Rádio Tupi, do Rio de Janeiro, no Departamento de Esportes, em 2011, ainda como estagiário. Dois anos mais tarde, trabalhou na editoria de Cidade/Geral do Portal Manchete On-line. Desde 2017, atua como redator no fascinante mundo das apostas esportivas. Começou a colaborar para o Apostagolos em 2022.
Publicado em Copa do Mundo Feminina, Notícias

Artigos mais recentes

Real Madrid vence o Napoli, de virada, e segue com 100% na Champions

Raphinha, machucado, dá lugar a David Neres na Seleção Brasileira