18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Liga Italiana enfrenta novo escândalo de racismo

Liga-Italiana-enfrenta-novo-escandalo-racismo
NurPhoto

Em um confronto recente entre Inter de Milão e Nápoles, uma discussão entre Francesco Acerbi, jogador da Inter, e Juan Jesus, do time adversário, desencadeou um debate acirrado por conta de supostos comentários racistas feitos por Acerbi contra o atleta brasileiro. Essa situação levou ao afastamento temporário do atleta italiano dos compromissos com sua seleção nacional. A repercussão foi imediata e o jogador deixou o grupo da seleção da Itália.

Denúncia e a defesa de Acerbi

No dia que sucedeu o jogo, Juan Jesus não hesitou em denunciar publicamente as injúrias raciais que teria sofrido de Acerbi. Entretanto, o defensor italiano rebatou as acusações, afirmando categoricamente em declarações à imprensa de seu país que os fatos não ocorreram conforme relatados. Diante do impacto das acusações e da reação incisiva do público, a Liga Italiana de Futebol (FIGC) agiu prontamente. Um comunicado oficial foi divulgado, informando sobre a instauração de um inquérito para apurar o incidente de maneira minuciosa.

O procedimento disciplinar em andamento

Segundo as regulamentações ativas no mundo dos esportes, o juiz responsável pelo caso convocou o promotor da federação esportiva a fim de conduzir uma investigação detalhada e isenta. A meta é esclarecer os fatos ocorridos durante a partida e averiguar a exatidão das acusações feitas por Juan Jesus contra Acerbi. Tal iniciativa reflete o compromisso dos órgãos diretivos esportivos em responder adequadamente ao escândalo que emergiu.

No caso de as alegações de Juan Jesus serem comprovadas, Francesco Acerbi pode enfrentar uma punição rigorosa, que poderia resultar em até 10 jogos de suspensão. Uma penalidade dessa magnitude transmitiria uma mensagem clara de que não há espaço para o racismo e a discriminação no futebol, destacando as responsabilidades individuais e o impacto potencial na imagem e reputação do futebol italiano, que historicamente tem lutado contra esses problemas.

O duelo judicial entre Acerbi e Juan Jesus reflete o grau alarmante e constante de tensões raciais no futebol europeu. Destaca-se a urgência de uma resposta decidida e coletiva por parte das entidades esportivas na luta para erradicar esta chaga social.

Marianna Leao
166 artigos
Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Juiz de Fora, Marianna Leão atua com criação de conteúdo online há 11 anos. Além de escrever para o Apostagolos, a jornalista também publica análises de casas de apostas no Somos Fanáticos e no Antenados no Futebol. Entusiasta da escrita criativa, Marianna também possui uma carreira como escritora. Tendo publicado os livros Hater Nº1 e Clube da Meia-Noite, além dos contos O Último Casal da Fada Madrinha e Feitiço de Carnaval.