18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Lewandowski brilha, mas não consegue colocar a Polônia nas oitavas da Euro

O melhor do mundo sucumbiu. A seleção da Polônia é a grande prova de que futebol não se consegue jogar sozinho, de que uma andorinha só não faz verão. O atacante Robert Lewandowski, melhor jogador de futebol do planeta, brilhou na Eurocopa com três belos gols, mas não conseguiu fazer com que a sua seleção se classificasse para as oitavas de final. Os poloneses foram derrotados nesta quarta-feira por 3 a 2 pela Suécia e terminaram a fase de grupos na lanterninha do Grupo E, com apenas 1 ponto.

Dá para imaginar que, quando joga pela Polônia, Lewa sinta até saudades do Bayern de Munique, clube pelo qual ele atua. Por lá, ele está rodeado de craques como Müller, Kimmich, Gnabry, Davies e cia… Bom, caiu a Polônia e perdeu a Eurocopa nas oitavas de final sem um craque como Robert Lewandowski.

Lewandowski
Lewa é o destaque da seleção polonesa. Foto: Reprodução Instagram / Lewandowski

A campanha

A Polônia estreou com derrota: 2 a 1 para a surpreendente Eslováquia. Na segunda rodada, conseguiu arrancar um empate da poderosa Espanha. Lewa marcou um belíssimo gol de cabeça. E nesta terça, perdeu por 3 a 2 para a Suécia. Saiu perdendo por 2 a 0. Lewa, com dois bonitos gols, empatou a partida. Mas Claesson garantiu a vitória dos suecos.

Espanha desencanta

A Espanha, finalmente, deu o ar da graça na Eurocopa. Após empatar nas duas primeiras rodadas (contra Suécia e Polônia), a equipe do técnico Luis Enrique goleou a Eslováquia por 5 a 0, em Sevilla, nesta quarta-feira. Kucka (contra), Sarabia, Laporte, Dúbravka (contra), Ferrán Torres marcaram para os espanhóis, que se classificaram na segunda colocação e encaram a Croácia nas oitavas.

Melhor em campo contra a Eslováquia, o volante espanhol Busquets revelou que essa será a sua última Euro:

– Sinto muito orgulho (de voltar após se recuperar da covid). Não foram dias fáceis, para todo mundo. Tinha muita vontade de estar aqui com o grupo, que é fantástico, e de disputar mais uma Eurocopa, que com certeza vai ser a minha última. Fui muito bem recebido, amo representar o meu país. Espero que esse seja o nosso caminho, pouco a pouco ganhando confiança. Sabemos das dificuldades pela frente, mas temos muita esperança e otimismo – disse o jogador do Barcelona.