18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Inglesa é suspensa em dois jogos por pisão em adversária na Copa

- junho - 2024
IMAGO / AAP

Lauren James fez questão de pedir desculpa para companheira de profissão via rede social

A atacante inglesa Lauren James, de 21 anos, foi punida pela FIFA por ter dado um pisão  na nigeriana Michelle Alozie. O fato aconteceu na partida das oitavas de final da Copa do Mundo Feminina 2023, na última segunda-feira (7), no Brisbane Stadium. Agora, a britânica ficará de fora dos gramados por duas partidas. Ela só entrará em campo se a Inglaterra for finalista ou então se participar da disputa do terceiro lugar.

Até o ocorrido na última partida, Lauren vinha fazendo uma boa competição, tendo três gols marcados.  Ela fez questão de se pronunciar, via rede social, pedir desculpas para Michelle Alozie.

“Todo meu amor e respeito para Michelle Alozie. Peço desculpas pelo que aconteceu.  Também para os torcedores da Inglaterra e minhas companheiras: jogar com e por vocês é a minha maior honra e prometo que vou aprender com essa experiência.”

Na coletiva de imprensa, após o jogo com a Nigéria, a treinadora Sarina Wiegman comentou o caso. Ela disse que a sua jogadora “perdeu o controle”.

O próximo jogo da Inglaterra será às 7h30, horário de Brasília, deste sábado, 12 de agosto, contra a Colômbia. A partida, que será no Estádio Olímpico de Sidney, na cidade de mesmo nome, na Austrália, vale pelas quartas de final.

Campanha na Copa do Mundo Feminina 2023

De acordo com as casas de apostas esportivas, a Inglaterra é vista como a principal favorita para o título no dia 20 de agosto, em Sidney. As inglesas assumiram esta posição depois da eliminação dos Estados Unidos da América.

A campanha da formação britânica tem sido positiva até o momento, apesar de não empolgar nos primeiros jogos. Ela se classificou em primeiro lugar na classificação do Grupo D, com três vitórias em três partidas disputadas.

Na estreia, as inglesas ganharam do Haiti por 1 a 0. Na segunda rodada, elas repetiram o placar, desta vez diante da Dinamarca. Foi na terceira a última partida da primeira fase que a equipe se mostrou mais solta em campo. O triunfo foi de 6 a 1 contra a China.

A oitava de final foi frente à Nigéria. Jogo difícil e complicado, tanto que o placar não saiu do 0 a 0 durante o tempo regulamentar e a  prorrogação. Foi preciso que as jogadoras europeias e africanas cobrassem pênaltis para desempatar o duelo. A classificação veio com o placar de 4 a 2.

Um detalhe importante a ser ressaltado é que o futebol feminino inglês vem crescendo de maneira exponencial. Isso se deve muito à Premier League Feminina, que conta com equipes tradicionais de times da Terra do Rei. No ano passado, a Inglaterra foi campeã da Eurocopa, jogando em casa, diante da sua torcida. Na grande final, disputada em Wembley, na cidade de Londres, a tradicional e forte Alemanha foi a rival. O placar desta decisão foi de 2 a 1, na prorrogação. 

Leandro Gaignoux
302 artigos
Graduado em 2013, Leandro é um jornalista apaixonado por esportes. Iniciou sua trajetória profissional na Super Rádio Tupi, do Rio de Janeiro, no Departamento de Esportes, em 2011, ainda como estagiário. Dois anos mais tarde, trabalhou na editoria de Cidade/Geral do Portal Manchete On-line. Desde 2017, atua como redator no fascinante mundo das apostas esportivas. Começou a colaborar para o Apostagolos em 2022.