18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Ídolo do Liverpool elogia a contratação de Arthur: ‘É muito bom e é o que precisamos no momento’

Arthur em ação pelo Liverpool na Champions. Time foi goleado pelo Napoli
Arthur em ação pelo Liverpool na Champions. Time foi goleado pelo Napoli. Foto: IMAGO / Insidefoto

A contratação de Arthur pelo Liverpool foi uma das últimas grandes transferências antes do fechamento da janela europeia. O volante chegou ao clube inglês por empréstimo, da Juventus. Trata-se da terceira tentativa de se firmar em um grande europeu – antes de defender a equipe de Turim, esteve no Barcelona, da Espanha. Para um ídolo do Liverpool, vale a investida.

Saiba como apostar na Champions League

John Barnes, atacante da equipe entre 1987 e 1997, bicampeão inglês pelos Reds, afirmou em entrevista ao Apostagolos.com que aprova a contratação. O atual treinador destacou que o brasileiro pode não ser titular do time logo de saída, mas que tem condições de ganhar espaço e ajudar ao longo da temporada.

– Se todos estiverem em forma e jogarem o que sabem, você pode pensar que Arthur pode não se fazer necessário no time titular. Mas se ele for bem, pode ganhar a vaga. Jurgen Klopp fará isso. Como o técnico disse, eles só fazem contratações que fazem sentido, o que quer dizer que não vão gastar uma quantidade enorme de dinheiro em jogadores, por pânico. Arthur é muito bom e é o que precisamos no momento.

Desde que foi contratado, o brasileiro foi relacionado para duas partidas do Liverpool. Ficou no banco pela primeira vez no clássico da cidade, contra o Everton, no sábado (3), pela Premier League. O jogo terminou empatado em 0 a 0 e Arthur não atuou. Na quarta-feira (7), o volante entrou no segundo tempo da partida em Nápoles. Teve 13 minutos em campo e não pode fazer nada para evitar a goleada do Napoli, 4 a 1, pela primeira rodada da Champions League.

Roberto Firmino na briga, crê Barnes

Arthur não deve ter dificuldades para se adaptar ao Liverpool e seu vestiário. No elenco dos Reds, encontrou outros três brasileiros, o goleiro Alisson, o volante Fabinho e o atacante Roberto Firmino. Todos eles são velhos conhecidos de Arthur, colegas de seleção brasileira.

O volante está na lista de jogadores que ainda precisam lutar por uma vaga na lista final de Tite para a Copa do Mundo do Catar. A mudança para o Liverpool serve inclusive para o jogador sonhar com mais minutos em campo, em uma liga mais valorizada do que a italiana.

Outro brasileiro do Liverpool que também tenta mostrar serviço neste começo de temporada para ir ao Mundial é o atacante Roberto Firmino. O brasileiro, que já foi figura certa nas convocações de Tite, perdeu espaço gradativamente, à medida que passou a conviver com mais lesões e a jogar menos no Liverpool.

Neste começo de temporada, Firmino ganhou novo concorrente de peso por um lugar no ataque titular. Diego Jota seguiu no elenco, Sadio Mané foi para o Bayern de Munique, mas o Liverpool trouxe a revelação uruguaia Darwin Núñez. É com ele que o brasileiro deve disputar a posição de forma mais acirrada. Por enquanto, Firmino leva ligeira vantagem, com sete partidas disputadas, com três gols marcados, contra cinco e dois de Núñez. Contra o Napoli, foi Roberto Firmino quem começou jogando.

– O titular vai depender do adversário e também de como você quer jogar. É claro, se você quer um centroavante mais número 9, para ser agressivo e propiciar um jogo com muitos cruzamentos na área, você vai com o Núñez. Se você quer uma maneira diferente de jogar, que afete mais o restante do time, o escolhido pode ser Firmino – afirmou John Barnes.

– Eu digo isso para outros jogadores, se você vai jogar com Harvey Elliot no meio ou então com Fábio Carvalho. Isso realmente depende do jogo que você quer jogar. No fim, a questão envolvendo Firmino e Núñez é um problema bom para Klopp porque ambos são jogadores fantásticos.

Veja como está a tabela do Campeonato Inglês

Diana Figueiredo
155 artigos
Diana Figueiredo é jornalista há mais de 15 anos, carioca e, atualmente, mora em Paris, na França Trabalhou no Jornal Extra e no Jornal O Globo de ...

Artigos mais recentes