18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

‘Fred pode estar deixando o Manchester United’, diz ex-craque do clube

Fred pode estar deixando o Manchester United
‘Fred pode estar deixando o Manchester United’, diz ex-craque do clube Foto: Simon Stacpoole / Offside

Algo se quebrou na relação entre Fred e Manchester United. O meia sofre com a perda de minutos em campo na atual temporada, quando comparado ao aproveitamento que teve nos quatro anos anteriores à serviço do clube inglês. Para um ídolo do Manchester United, isso deve ocasionar um fim prematuro da passagem do brasileiro pelo Old Trafford.

Paul Parker, ex-lateral-direito dos Red Devils e da seleção da Inglaterra, é um defensor da titularidade de Fred na equipe do técnico Erik ten Hag. E dá o alerta: o brasileiro não teve queda de rendimento que justifique a perda de espaço na equipe. Com isso, o caminho natural é buscar outra equipe para defender.

– Se a oportunidade aparecer, Fred pode estar deixando o Manchester United. Seu agente e ele podem considerar uma transferência já na janela de janeiro. Ele está sendo super profissional no United, não reclama e nunca foi o problema da equipe – alertou o ex-jogador em entrevista ao “Apostagolos.com”.

Fred foi titular em apenas 3 partidas

Desde a temporada 2018/2019 no Manchester United, Fred atuou em nove das 11 partidas do time até agora. Das nove, foi titular em apenas três. Em termos de minutos em campo, ele jogou 27% do tempo total do time em ação.

Para se ter uma ideia, nas temporadas 2020/2021 e 2021/2022, esse número foi bem superior: 68,2% e 58%, respectivamente.

A perda de espaço de Fred coincide com a troca de técnico do Manchester United. Erik ten Hag foi contratado para a temporada e prefere um meio de campo com dois jogadores mais clássicos de criação e apenas um volante. Bruno Fernandes e Eriksen têm atuado com mais frequência, com um jogador de maior marcação no meio na retaguarda.

Isso, por si só, tornou a vida de Fred mais difícil. Para completar, o clube inglês contratou Casemiro, o que aumentou a competição por essa vaga de volante. Atualmente, Fred disputa espaço com o companheiro de seleção brasileira e também com o escocês Scott McTominay.

Para Paul Parker, o esquema tático deveria ser outro, com a possibilidade de Fred atuar ao lado de um volante de maior marcação.

– Ele merece a oportunidade de jogar. Deveria atuar no lugar do Bruno Fernandes, que está sempre reclamando e gesticulando na direção dos companheiros de time. Com Fred em campo, você tem alguém que é mais rápido nas transições e que é muito inteligente na maneira como marca. Ele não comete muitas faltas, mas coloca os adversários sob pressão – elogiou Parker.

Pelo andar da carruagem, essa mudança não deve acontecer tão cedo. Erik ter Hag não parece disposto a mexer na estrutura de time que ele idealizou neste início de temporada à frente do Manchester United. A carta branca para escalar a equipe à sua maneira é real, tanto que Cristiano Ronaldo nunca experimentou tantos minutos no banco de reservas ao longo da carreira como agora. O desempenho da equipe não é dos piores, mas também não chega a empolgar: o time é o quinto colocado na Premier League, com 15 pontos. A diferença para o líder Arsenal já é de nove.

O que deve acontecer, no fim das contas, é Fred viver uma situação curiosa: ir à Copa do Mundo do Catar, ser titular do Brasil na competição, enquanto amarga a reserva no time que defende na Inglaterra. Essa aparente contradição é o que também chama a atenção de Parker:

– Você deve perguntar a si mesmo, enquanto técnico, se o Fred está assim tão mal uma vez que ele joga tão frequentemente pela seleção brasileira.

Diana Figueiredo
201 artigos
Diana Figueiredo é jornalista há mais de 15 anos, carioca e, atualmente, mora em Paris, na França Trabalhou no Jornal Extra e no Jornal O Globo de ...

Artigos mais recentes

Corinthians vence o São Paulo, no Morumbi, e acaba com jejum de seis anos

Botafogo empresta Jeffinho ao Lyon, time de Textor na França

Neymar deve ser eleito o melhor jogador do ano pela Fifa, afirma ídolo do Manchester United