18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Flamengo perde para o Maringá por 2 a 0, fora de casa, e também se complica na Copa do Brasil

Flamengo, de Pedro, perdeu para o Maringá
Flamengo, de Pedro, perdeu para o Maringá. Foto: Marcelo Cortes / Flamengo / Divulgação

A zebra está mesmo solta na Copa do Brasil. Assim como o Corinthians, o Flamengo foi derrotado no jogo de ida da Terceira Fase: 2 a 0 para o Maringá, no Paraná, na noite desta quinta-feira. David Luiz, contra, e Serginho marcaram os gols do time da casa, que pode até perder por um gol de diferença no Maracanã, no jogo de volta, que estará classificado para as oitavas de final. No Rubro-Negro, a crise tomou conta. Foi o primeiro jogo após a saída do técnico Vitor Pereira, mas o time não deu uma boa resposta. Quem comandou a equipe foi o interino Mário Jorge.

Saiba como apostar em jogos de futebol

Na volta do Flamengo ao Rio de Janeiro, alguns torcedores protestaram no aeroporto. Ainda em Maringá, o técnico Mário Jorge falou com a imprensa.

– É um resultado difícil, machuca a gente, mas a gente vai tentar reverter no jogo de volta. Esse grupo tem muita força, é o atual campeão dessa competição, que a gente sai atrás. Mas eu acredito muito que a gente vai conseguir reverter esse cenário – disse Mário Jorge.

Foi uma atuação muito ruim do Flamengo, que criou muito pouco. Gabigol foi o jogador mais perigoso. O Maringá foi melhor, criou mais e mereceu a vitória. Foi a terceira derrota seguida do Rubro-Negro (Aucas, Fluminense e Maringá).

O Flamengo volta a campo no domingo, às 16h, para enfrentar o Coritiba, no Maracanã. É a estreia do time no Campeonato Brasileiro. A torcida vive a expectativa da volta de Jorge Jesus e do bom futebol.

O jogo de volta entre Flamengo e Maringá está marcado para o dia 26 de abril.

Outros resultados desta quinta-feira da Copa do Brasil

Náutico 1 x 0 Cruzeiro

ABC 0 x 2 Grêmio

Leo Santos
2538 artigos
Leonardo Santos é jornalista esportivo com passagens por grandes jornais do Brasil como Lance e Grupo Globo. Escreve para o Apostagolos desde 2021.