18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Flamengo peca nas finalizações e fica no 0 a 0 com o Athletico-PR no jogo de ida das quartas da Copa do Brasil

Gabigol desperdiçou pelo menos três boas oportunidades
Gabigol desperdiçou pelo menos três boas oportunidades. Foto: IMAGO / TheNews2

Tudo igual no primeiro jogo das quartas de final da Copa do Brasil entre Flamengo e Athletico-PR. Na noite desta quarta-feira, as equipes ficaram no 0 a 0, no Maracanã. O Rubro-Negro carioca bem que tentou. Finalizou 22 vezes, mas esbarrou na ótima atuação do goleiro Bento e na falta de pontaria de seu ataque. A estratégia de apenas se defender do técnico Felipão deu certo e o Furacão vai para Curitiba com um bom resultado. O jogo de volta será realizado no dia 17 de agosto, na Arena da Baixada.

Saiba como apostar na Copa do Brasil

Contando com o apoio de sua torcida, o Flamengo foi para cima desde o primeiro minuto. No primeiro tempo, só o time do técnico Dorival Júnior jogou. Amassou, criou chances, mas não conseguiu fazer o gol. Bento fez ótimas defesas, principalmente após uma finalização forte do artilheiro Pedro. Gabigol teve duas boas oportunidades, mas nas duas finalizou pra fora. O Athletico-PR, para aguentar a pressão, travou muito o jogo, com faltinhas e cera. E conseguiu segurar o Flamengo.

No segundo tempo, Dorival colocou Everton Cebolinha e Arturo Vidal em campo. O Flamengo, com um pouco menos de ímpeto, manteve o padrão. Pressionou, criou chances, mas novamente não conseguiu marcar o gol. As duas principais chances foram com Gabigol. Em uma delas, o jogador do Athletico tirou em cima da linha. Na outra, a bola foi no travessão. O Athletico-PR chegou apenas nas bolas paradas.

Vale falar da atuação ruim do árbitro Luiz Flávio de Oliveira. Ele poderia ter expulsado o volante Fernandinho, o atacante Gabigol e o meia De Arrascaeta. A expulsão do zagueiro David Luiz pareceu um pouco exagerada. Ainda teve um pênalti ignorado no zagueiro Léo Pereira, do Flamengo.

Após a partida, o técnico do Flamengo, Dorival Júnior, evitou falar da arbitragem. Mas comentou sobre a fase ruim vivida pelo atacante Gabigol.

– Nos momentos decisivos, ele vai fazer. Podem ter certeza. Gabriel é letal na área. O papel que ele tem cumprido taticamente, a chance que ele tem criado, ele tem dado uma outra cara para equipe. No momento que precisarmos, não temos dúvida de que estará presente. É questão de tempo, de manter a confiança. São os momentos decisivos que ele contribui mais diretamente para o conforto da equipe – disse.

Pelo lado do Athletico-PR, Felipão não se negou a falar da arbitragem.

– Eles tão reclamando de alguma coisa? Foi vergonhoso, era para expulsar (Arrascaeta) 30 dias seguidos. Não só um. Não venha com choradeira, gritinhos de histeria – afirmou.

Atlético-GO sai na frente do Corinthians

Em Goiânia, o Atlético-GO surpreendeu o Corinthians e venceu por 2 a 0 no jogo de ida das quartas. Léo Pereira e Jorginho marcaram os gols da partida. O de Léo Pereira, aliás, foi um golaço de fora da área. Lei do ex. Ele é ex-jogador do Timão e não ficou por lá porque o clube paulista não quis investir R$ 400 mil. Coisas do futebol.

O Atlético pode até perder por um gol de diferença no jogo de volta, em São Paulo, que estará nas semifinais.

Mais dois jogos nesta quinta-feira, pelas quartas de final

Leo Santos
1025 artigos
Leonardo Santos é jornalista esportivo com passagens por gra ...