18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Flamengo goleia o Santos com três de Gabigol e um do estreante Andreas Pereira

Goleada: no dicionário, vitória por ampla diferença de gols. Se tornou rotina no Flamengo do técnico Renato Gaúcho. Neste sábado (28/08), vitória esmagadora de 4 a 0 sobre o Santos, na Vila Belmiro, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. Gabigol, três vezes, e o estreante da noite, Andreas Pereira, marcaram os gols do jogo. O resultado levou o Rubro-Negro de volta ao G-4 da competição, agora com 31 pontos.

Saiba como apostar no Brasileirão.

No primeiro tempo só deu Flamengo, mas o gol rubro-negro não saiu. Parece que faltava alguma coisa. Quando caminhava para o vestiário, Gabigol, que é cria do Santos, foi provocado por membros da diretoria santista que estavam na arquibancada. Não deu outra. O artilheiro voltou com tudo para o segundo tempo. Marcou três gols e acabou com o jogo. O Santos, por sua vez, incomodou pouquíssimo a defesa rubro-negra.

– Muito feliz em fazer os gols, calharam bem esses três golzinhos na Vila, onde gosto muito de jogar. Tenho 10 anos de Santos. Meus pais moram aqui, eu também moro aqui, apesar de jogar no Rio. Aqui é minha cidade. Até comentei antes do jogo que estava muito feliz de vir aqui, o Santos é o clube que me projetou, sempre vejo jogos do Santos, meu pai é santista desde pequenininho. Acho que têm que respeitar minha história no clube, no último título do Santos eu estava aqui. Eles me xingaram não sei de onde, na imprensa só vai sair que eu provoquei, mas mexeram com a pessoa errada, voltei para o segundo tempo e fiz três gols – disse Gabi, após o jogo, ao Premiere.

O primeiro gol do artilheiro foi de pênalti. Michael foi derrubado na área. Gabi foi para a cobrança e, como de costume, colocou pra dentro da rede. O segundo saiu após um belo passe de Michael. E o terceiro saiu após o rebote do goleiro no chute de Matheuzinho. Andreas Pereira aproveitou a bobeira da zaga do Santos para fechar o placar. Foi a estreia do garoto contratado recentemente por empréstimo junto ao Manchester United.

– Foi bem. Jogador que a gente conhecia, tem muita qualidade, é garoto, está louco para ter espaço na equipe, como os outros – disse o técnico Renato Gaúcho, sobre Andreas.

Sobre o jogo, Renato Gaúcho afirmou que o placar poderia ter sido mais elástico.

– A equipe mais uma vez se comportou muito bem, principalmente na parte tática. Santos quase não criou, anulamos as jogadas fortes. Construímos os espaços e fizemos quatro, mas poderíamos ter feito mais. E olha que viemos de uma decisão contra o Grêmio, em campo pesado. Temos feito os gols no segundo tempo. Estão de parabéns – resumiu.

Abaixo, outros trechos da entrevista do técnico Renato Gaúcho.

Folga aos atletas – “Por causa dessas viagens, o desgaste tem sido grande. Por isso, merecidamente dei folga a eles até a tarde de quarta. Só vamos jogar dia 12, contra o Palmeiras. Vão descansar e ficar com as famílias”.

Matheuzinho e Thiago Maia em alta “Ótima fase deles e dos seus companheiros. Do time que vem jogando. Diariamente digo para treinarem forte e jogarem forte. Eles têm feito isso. Estão tendo cuidado na parte física e técnica. É a resposta de um trabalho muito bem feito de todos os setores. Todos os jogadores, não só o Matheuzinho e o Maia, têm dado conta do recado. Quem tem começado tem começado muito bem. É uma dor de cabeça não só nessas duas posições. Uma dor de cabeça que eu gosto. É muita qualidade junta. Todos querem e estão em busca de espaço. Estamos em três competições e há espaço para todos”.

Conversa com os jogadores sobre cartões“Eu converso bastante na semana, preleção, para não tomar cartão besta independentemente da competição, e não tomem cartão vermelho. Às vezes é inevitável, principalmente o cartão amarelo. Mas faz parte, por isso temos um grupo bom, grande. Pessoal que está jogando sabe que não pode dar mole porque os companheiros estão no casco deles querendo jogar. A gente tem controlado bastante, mas muitas vezes é inevitável parar a jogada. E olha que a nossa equipe faz poucas faltas”.

Provocações a Gabigol“Às vezes ele encontra também os chatões do outro lado. Só a gente sabe o quanto ele é chatão aqui (risos). Mas ele levou na brincadeira. Ele jogou aqui, conquistou também. Na época que eu jogava, sempre falava que se o adversário está te provocando é porque te respeita, tem medo. Todos falamos para o Gabriel se preocupar só em jogar, foi o que ele fez. Fez três gols, poderia ter feito até o quarto e o quinto, mas está de bom tamanho. Ele tem nos ajudado bastante. A gente segura um pouquinho ele, troco bastante ideia com ele, aconselho justamente com cartão, para que não tome nem amarelo nem vermelho e prejudique a equipe. E se prejudique, porque falo para ele que tudo que faz o treinador da seleção está observando. Então é preciso que tome cuidado com isso. A maior prova do que poderia fazer em resposta às provocações é o gol. “Você é o Gabigol, vai lá, ajuda a gente e ponto final”. Foi o que ele fez no segundo tempo”.

Tempo para trabalhar “Aproveitar o tempo. Não é porque vamos dar folga para eles, merecem esses três dias, depois a gente volta com tudo. Vamos treinar um pouco de tudo: parte física, tática, técnica, cruzamentos, chutes… É a primeira vez que vamos ter esse tempo privilegiado entre aspas para treinar o grupo. Feliz por um lado, temos dois jogadores na seleção brasileira, mais um na chilena e outro na uruguaia, quer dizer, vamos ter jogadores importantes fora do nosso convívio esses dias. Mas faz parte. Vai ser importante, temos falado bastante em termos de vídeo, treinado bastante a parte tática, e eles têm correspondido. Tanto que sai um, entra outro que sabe exatamente o que deve ser feito. Não é porque ganhamos de 4 a 0, mas desde que cheguei se não me engano foi uma derrota, um empate e 10, 11 vitórias. É a dedicação do grupo, que é inteligente, ajuda bastante o treinador. Nesse pouco tempo treinamos muito a parte tática, agora com esses dias a mais é lógico que vamos continuar aprimorando”.

Abaixo, outros resultados da 18ª rodada do Brasileirão.

Sport 0 x 0 Chapecoense

Palmeiras 2 x 1 Athletico-PR

Grêmio 0 x 1 Corinthians

Jogos de domingo

Juventude x São Paulo

Atlético-GO x Internacional

Red Bull Bragantino x Atlético-MG

Jogos de segunda

Fluminense x Bahia

Fortaleza x Cuiabá