18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

FIFA investiga caso de abuso sexual na Copa do Mundo Feminina

26th July 2023: Eden Park, Auckland, New Zealand: Zambia s head coach Bruce Mwape. Spain v Zambia, Group Stage - Group C
Créditos: IMAGO / Action Plus

Técnico da Zâmbia, mais uma vez, é alvo de denúncias graves.

A FIFA abriu uma investigação sobre um possível gesto impróprio contra o treinador da seleção da Zâmbia, Bruce Mwape. Ele é acusado de passar as mãos nos seios de uma jogadora no treino antes da vitória de 3 a 1 sobre a Costa Rica. Esta partida foi válida pela terceira rodada do Grupo C da Copa do Mundo Feminina 2023. A denúncia foi feita no The Guardian, jornal britânico.

Caso o fato seja comprovado, a entidade que administra o futebol mundial irá determinar punições ao acusado. Até o fechamento da matéria, a Associação de Futebol da Zâmbia informou que não havia recebido nenhuma denúncia em relação a este caso.

Treinador conta com outras denúncias

Antes mesmo de o Mundial realizado na Austrália e Nova Zelândia começar, Bruce Mwape já havia sido denunciado. A identidade das denunciantes é mantida totalmente em sigilo. Ele é acusado de diversas práticas de abuso sexual. De acordo, novamente com o The Guardian, o comandante exigia que as suas jogadoras dormissem com ele.

Mais uma vez a federação local do país africano preferiu o silêncio, já que a Zâmbia estava indo para a sua primeira disputa de Copa do Mundo Feminina.

Bruce Mwape foi contratado para ser comandante da equipe feminina em 2018. Dentro das quatro linhas, o seu desempenho é considerado satisfatório.

Desempenho da Zâmbia na Oceania

Estreando na Copa do Mundo feminina, as zambianas estiveram no Grupo C da competição. A campanha delas foi de uma vitória e duas derrotas, com três gols feitos e 11 sofridos.

Na primeira rodada, a Zâmbia sofreu uma goleada de 5 a 0 para o Japão. Em seguida, a representante da África sofreu outra derrota expressiva, também pelo placar de 5 a 0. Agora, o adversário foi a Espanha. Já na terceira e última rodada da fase de grupos veio a primeira vitória na competição. Foi diante da Costa Rica, com o placar de 3 a 1.

 No fim, as zambianas terminaram a primeira fase na terceira colocação, sem avançar para as oitavas de final.

Disputa do Mundial

Desde o início da competição, em 20 de julho até 20 de agosto, data da grande final, 64 partidas serão disputadas ao todo. Esta é a primeira vez que a Copa do Mundo Feminina conta com a participação de 32 equipes. Anteriormente, o torneio tinha 24 seleções. O formato adotado este ano é o mesmo da competição masculina.

A final da Copa vai acontecer no Estádio Olímpico de Sidney, situado na cidade australiana. O Mundial tem sido um grande sucesso. Recentemente, a FIFA anunciou que durante os 48 jogos da primeira fase foram contabilizados 1,22 milhão de pessoas dentro dos estádios. Este número já é maior do que foi visto em toda a edição de 2019, realizada em solo francês. Há quatro anos, a disputa teve mais de 1,715 milhão de ingressos vendidos. Ainda há outros para serem comercializados.

Leandro Gaignoux
326 artigos
Graduado em 2013, Leandro é um jornalista apaixonado por esportes. Iniciou sua trajetória profissional na Super Rádio Tupi, do Rio de Janeiro, no Departamento de Esportes, em 2011, ainda como estagiário. Dois anos mais tarde, trabalhou na editoria de Cidade/Geral do Portal Manchete On-line. Desde 2017, atua como redator no fascinante mundo das apostas esportivas. Começou a colaborar para o Apostagolos em 2022.

Artigos mais recentes

Cesc Fàbregas assume como técnico do Como, da Itália

Antônio Carlos Zago não é mais o técnico da seleção boliviana