18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Fenômeno e Brocador: As seleções de Corinthians e Flamengo na Copa do Brasil

Ronaldo Fenomeno
Ronaldo Fenômeno em partida pelo Corinthians em 2010. Foto: imago/Fotoarena

A final entre Flamengo e Corinthians se aproxima. Quarta-feira, às 21h45, no Maracanã, um dos dois times sairá com o tetracampeonato da Copa do Brasil. Para esquentar o clássico entre as duas torcidas de maior torcida do país, o “Apostagolos.com” revirou os arquivos das conquistas anteriores dos dois times para escalar a seleção dos campeões. Não faltaram craques, de um lado e de outro.

Corinthians

O time paulista venceu a competição em 1995, 2002 e 2009. Cada conquista teve um sabor especial. A primeira marcou o primeiro título de peso dos vários que um dos maiores ídolos da história do time: Marcelinho Carioca. A segunda consagrou um dos times mais ofensivos que o Timão já teve, com o esquema 4-3-3 de Carlos Alberto Parreira, uma ousadia tática na época.

Já o terceiro foi a taça levantada no período de recuperação do Corinthians depois do rebaixamento. Depois da Copa do Brasil, os paulistas conquistaram também o Brasileiro, a Libertadores e o Mundial de Clubes. Eis a escalação:

Goleiro: Dida

O campeão em 2002 está entre os maiores goleiros da história do Corinthians, com título brasileiro e do Mundial de Clubes. Teve grande passagem na seleção e na Europa.

Lateral-direito: Alessandro

O jogador simplesmente foi o capitão na conquista do Mundial de Clubes de 2012. Três anos antes, era uma das referências da equipe campeã sobre o Internacional.

Zagueiros: Célio Silva e Chicão

Dupla com qualidade de sobra nas cobranças de falta. O primeiro, campeão em 1995, tinha o apelido de canhão. O segundo, vencedor em 2009, era afiado nas batidas colocadas.

Lateral-esquerdo: Kleber

Outro jogador que venceu um Brasileiro e o Mundial de Clubes de 2000 com o Corinthians. Chegou à seleção brasileira no auge da carreira.

Meias: Vampeta, Marcelinho Carioca, Ricardinho e Douglas

A formação conta com o campeão em 2002 na proteção da zaga, e três maestros, um de cada título: Marcelinho, em 1995, Ricardinho, em 2002, e Douglas, em 2009.

Atacantes: Viola e Ronaldo

Os dois foram companheiros de seleção no título mundial em 1994. Mas representam gerações bem distantes: Viola foi atacante em 1995 e Ronaldo, o astro em 2009.

Brocador
Hernane, o Brocador, pelo Flamengo em 2013. Foto: imago/Fotoarena

Flamengo

O rubro-negro foi campeão da segunda edição da Copa do Brasil, em 1990. Então de uma competição recente, o título não teve o mesmo peso na época do que terá se o rubro-negro bater o Corinthians no Maracanã quarta-feira.

Mas a história cumpre o papel de dar o valor tardio à conquista e seus principais jogadores. O bicampeonato veio em 2006, período de vacas magras do Flamengo, mas que ficou marcado para sempre por ter acontecido em cima do maior rival, o Vasco. Já o terceiro título veio em 2013, quando o Flamengo dava os primeiros passos para se tornar a potência que é hoje. Os 11 melhores:

Goleiro: Zé Carlos

É até hoje considerado um dos maiores goleiros do Flamengo. Campeão da Copa do Brasil em 1990, foi bicampeão brasileiro pelo rubro-negro e esteve em um Mundial pela seleção.

Lateral-direito: Léo Moura

O dono de corte de cabelo moicano icônico foi bicampeão da Copa do Brasil, titular em 2006 e 2013. Com 519 jogos, é o sétimo jogador com mais jogos pelo Flamengo.

Zagueiros: Wallace e Rogério

Dois defensores com estilo de liderança forte. O primeiro foi campeão em 2013 e chamava a atenção pelo perfil intelectual; o segundo venceu em 1990, sendo uma cria da Gávea.

Lateral-esquerdo: Juan

Foi campeão em 2006 e formou com Léo Moura uma das duplas de laterais mais longevas da história do Flamengo. Pelo rubro-negro, ainda foi campeão brasileiro de 2009.

Meias: Júnior, Elias e Zinho

O primeiro é um dos maiores ídolos do Flamengo e foi campeão da Copa do Brasil em 1990, com 36 anos. Elias foi o cérebro da equipe em 2013 e Zinho brilhou em 1990.

Atacantes: Renato Gaúcho, Luizão e Hernane

Renato foi campeão em 1990 e Luizão levou em 2006; ambos jogaram uma Copa do Mundo pela seleção. Brocador é folclórico, mas jogou demais em 2013, sendo o artilheiro.

Diana Figueiredo
205 artigos
Diana Figueiredo é jornalista há mais de 15 anos, carioca e, atualmente, mora em Paris, na França Trabalhou no Jornal Extra e no Jornal O Globo de ...

Artigos mais recentes

Vinicius Júnior chega a 200 jogos com a camisa do Real Madrid

Lesão pode tirar Mbappé do jogo do PSG contra o Bayern, pela Champions

Betfair vira patrocinadora master do Cruzeiro