18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Fenerbahçe vence, se garante na Champions e Jorge Jesus fica mais perto

Último trabalho de Jorge Jesus foi no Benfica
Último trabalho de Jorge Jesus foi no Benfica. Foto: IMAGO / NurPhoto

Provável novo clube do técnico português Jorge Jesus, ex-Flamengo, o Fenerbahçe goleou o Yeni Malatyaspor, último colocado do Campeonato Turco, por 5 a 0 e terminou na segunda posição da competição, garantindo vaga na Champions League da próxima temporada. Segundo a imprensa portuguesa, a classificação para a Champions era uma das exigências do Mister para fechar com o Fener. Enner Valencia marcou duas vezes e foi o destaque da vitória que pode mudar o rumo do clube turco.

Saiba como apostar na Champions League

Com a vitória, o Fenerbahçe encerrou o campeonato somando 73 pontos, com 21 vitórias, 10 empates e sete derrotas. Como terminou com o vice-campeonato, o time turco começará a Champions na fase dos playoffs.  

Na última sexta-feira (20), Jorge Jesus participou de uma reunião por vídeo com o presidente do Fener, Ali Koç. Mesmo com a classificação da equipe para a Liga dos Campeões, a tendência é que o técnico português só dê uma resposta final em junho. Essa informação é do site “Globoesporte.com”. Por hora, o Mister recusou o convite de levar sua família para conhecer a Turquia. Vale lembrar que no período de carnaval, ele esteve no Brasil e causou algumas polêmicas com o Flamengo, seu ex-clube.  

Segundo o jornal português “Record”, o Fenerbahçe está disposto a oferecer um salário anual de 7 milhões de euros (cerca de R$ 36 milhões) em um contrato de dois anos. O último clube de Jesus foi o Benfica, tendo sido desligado no dia 28 de dezembro do ano passado.  

Na época, Marcos Braz e Bruno Spindel, vice-presidente de futebol do Flamengo e diretor-executivo de futebol, respectivamente, estiveram em Portugal para tentar a contratação do Mister. Com uma alta multa rescisória para deixar o Benfica, os dirigentes rubro-negros acabaram contratando o seu compatriota Paulo Sousa, que comandava a seleção polonesa.  

Dias depois, o clube português anunciou a demissão de Jesus após os atletas dos Encarnados se recusarem a participar de uma sessão de treinamento com o treinador. Um dos motivos do motim do elenco foi por conta do afastamento de Pizzi, um dos líderes da equipe. Vale lembrar que o clima já não era dos melhores após a eliminação do Benfica na Taça de Portugal para o rival Porto.   

Leo Santos
613 artigos
Leonardo Santos é jornalista esportivo com passagens por gra ...

Artigos mais recentes