18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Fenerbahçe boicota Supercopa da Turquia e Galatasaray fica com o título

Jogadores do Gala comemoram o título
Jogadores do Gala comemoram o título. Foto: Divulgação / Galatasaray

Revoltado com a situação do futebol da Turquia, o Fenerbahçe boicotou a Supercopa da Turquia. Mandou a campo o time sub-19 para enfrentar o Galatasaray. Logo após tomarem o primeiro gol, os garotos deixaram o campo. O árbitro esperou, e declarou o Galatasaray campeão. O Fener protesta contra a violência no futebol turco, contra a as decisões políticas da federação e contra a arbitragem.

Saiba como apostar em jogos de futebol

Caso nada mude no futebol turco, o Fenerbahçe ameaça montar uma estrutura fora do país para disputar outras competições (sinalizou com uma possível saída da Liga Turca). O clube já avisou que disputará as próximas duas edições da Copa da Turquia com a equipe sub-19.

– É hora de colocar as coisas em seu lugar no futebol turco. Há uma rede oculta no futebol turco que, durante anos, decidiu o desenvolvimento do campeonato com a intermediação dos árbitros. É hora de um ‘reset’ do futebol turco. Não há necessidade de reinventar a roda. Espero que as ações justificadas do nosso clube acendam o processo de limpeza que precisa de ser feito – disse Ali Koç, presidente do Fener.

A revolta do Fenerbahçe se deu principalmente pela agressão que os seus jogadores sofreram da torcida do Trabzonspor. O Fener venceu por 3 a 2 e, após a partida, torcedores do rival invadiram o campo e foram pra cima dos atletas. A federação puniu o Trabzonspor com seis jogos de portões fechados e multa de R$ 476 mil. Além disso, cinco torcedores foram presos. Dois jogadores do Fenerbahçe foram multados, o que revoltou ainda mais a diretoria do clube.

Leo Santos
2545 artigos
Leonardo Santos é jornalista esportivo com passagens por grandes jornais do Brasil como Lance e Grupo Globo. Escreve para o Apostagolos desde 2021.