18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Felipe Melo deixa o Palmeiras e pode ir para o Fluminense

Felipe Melo não é mais jogador do Palmeiras
Felipe Melo não é mais jogador do Palmeiras. Foto: Reprodução Twitter / Palmeiras

Campeão da Conmebol Libertadores 2021, o Palmeiras já começa a reformular o seu elenco para a próxima temporada. E um dos líderes do grupo está de saída. O volante Felipe Melo, de 38 anos, não faz parte dos planos do Alviverde e não terá o contrato renovado (o vínculo se encerra agora em dezembro). O veterano é cobiçado por Fluminense e Internacional, sendo o Tricolor Carioca favorito para contar com ele.

Com a camisa do Palmeiras, Felipe Melo conquistou o Brasileirão de 2018, o Paulistão, a Libertadores e a Copa do Brasil de 2020, além da Libertadores de 2021. Foram 225 jogos e 13 gols marcados.

Abaixo, a carta feita pelo Palmeiras ao jogador:

Felipe, quando você chegou, em janeiro de 2017, você disse que tinha o objetivo de ser ídolo do Palmeiras e conquistar títulos importantes. Cinco anos depois, olhando em retrospectiva, você levantou o Brasileiro de 2018, o Paulista de 2020, a Copa do Brasil de 2020 e as duas Libertadores de 2020 e 2021. Que missão cumprida!

Por falar em Libertadores, você se lembra do quanto te instigava, do quanto te arrepiava ouvir das arquibancadas de que a Taça Libertadores é obsessão? Pois então. Você trouxe essa alegria à torcida que canta e vibra duas vezes. A mesma torcida que, desde o começo te abraçou e cantou a plenos pulmões: “o bagulho é doido, Felipe Melo pitbull cachorro louco”.

Na primeira conquista, você precisou se esforçar e suar ainda mais para voltar a tempo de estar à disposição no Maracanã. Só você e sua família carregarão para sempre o valor do épico gol do Breno Lopes nos acréscimos. Em 2021, um caminho árduo. São Paulo favorito? Atlético-MG favorito? Flamengo? Você contagiou todos e mostrou que, sim, era possível. E foi. Deus capacitou!

Em cinco anos houve também momentos difíceis, temporadas sem títulos, mas sempre com intensidade, como é ser Palmeiras e como é ser Felipe Melo. Realmente a sua escolha foi a melhor possível quando você decidiu voltar ao Brasil para dar sequência à sua vencedora carreira na Europa. Afinal, um verdadeiro campeão reconhece o outro.

Decisões difíceis na hora certa definem o peso do personagem na história. Sua saída não marca o fim de sua trajetória no Palmeiras, mas o início da eternização. Você ascende ao patamar mais elevado que o futebol proporciona, marcado para sempre nas paredes do clube e na memória do torcedor. Felipe, você fez história no Maior Campeão do Brasil e agora tricampeão da América“.

Em entrevista ao canal “Sportv”, Felipe Melo não soube explicar o motivo de sua saída do Palmeiras.

– É uma pergunta que sugiro que você faça para a Leila, a nova presidente, ou o presidente Galiotte ou o Anderson Barros (o motivo de não renovarem). Eu sinceramente não sei, como uma pessoa que ama o clube, um atleta do clube, só tenho gratidão e principalmente ao presidente que me abriu as portas. Como capitão e líder da equipe pude levantar o bi da Libertadores e isto faz com que as pessoas entendam e vejam que o capitão não é só quem entra em campo. O líder faz muitas outras coisas. Até eu tenho esta dúvida – disse.

– É verdade que em algumas vezes tentamos uma aproximação, mas sempre com “vamos ver, deixa para o futuro”. Até o dia que eu dei uma entrevista e o presidente veio a público e falou que não iria renovar. Achei aquilo super… como posso dizer… achei importante ele falar que não queria renovar. Sou empregado e o clube pode não querer contar com meus serviços – acrescentou.

Sobre o destino, o jogador não quis cravar.

– Tive algumas ofertas, graças a Deus. Dentre elas do Fluminense, mas difícil falar qual vai ser o desfecho. Agradeço também à conversa que tive com o Inter há um tempo atrás, mas agora estou festejando ainda o bi da Libertadores. Não tivemos férias, agora estou visitando minha família no Rio de Janeiro, vim sentir o mar, mas nada para fechar. Agradeço demais o interesse e vamos ver o que Deus tem preparado. O interesse existe, a oferta existe, mas ainda não fechei com ninguém – disse Melo.

Por fim, Felipe afirmou se sentir muito bem fisicamente, mesmo aos 38 anos.

– Eu me sinto um vovô garoto, porque eu me cuido muito. A cada ano que passa diminui um quilo do meu peso. Para a próxima temporada já diminuí, o que não é fácil. Se eu colocar os números no papel, com 38 anos fiz mais jogos do que com 20 e poucos. Jogos seguidos, pauleira, semifinal, provei que a parte física estava em dia. Claro que com a idade chegando tenho de tomar mais cuidado. De repente estar um pouco mais cedo no clube para o pré-treino. E me cuidar. Peço a Deus que me livre das lesões, mas é inevitável acontecer, como foi contra o Vasco, em que o atleta caiu em cima do meu pé. O clube pode esperar que estarei no meu melhor estado para todos os jogos, sem dúvida nenhuma – finalizou.

Saída de Jaílson e renovação de Abel Ferreira

Outro veterano a deixar o Palmeiras foi o goleiro Jaílson. Ele também não terá o contrato renovado. A diretoria alviverde se mexe para conseguir a permanência do técnico português Abel Ferreira. Segundo informações do site “Globoesporte.com”, o clube ofereceu mais dois anos de contrato, com vencimento no fim de 2024, e um aumento salarial considerável. Recentemente, o treinador teve uma oferta daquelas do Mundo Árabe, mas resolveu não aceitar.

Leo Santos
870 artigos
Leonardo Santos é jornalista esportivo com passagens por gra ...

Artigos mais recentes