18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Eurocopa: Itália vence a Bélgica por 2 a 1 e vai às semis

Em mais uma grande atuação nesta Eurocopa, a Itália venceu a Bélgica por 2 a 1, nesta sexta-feira, em Munique, e garantiu a sua vaga nas semifinais da competição. Barella e Insigne marcaram os gols da Azzurra, e Lukaku diminuiu para os belgas.

Foi um jogo equilibradíssimo, lá e cá. Como já esperávamos. A Itália com um estilo diferente da sua tradição. Jogando para o ataque, com um toque de bola envolvente. A Bélgica, com uma geração talentosíssima principalmente no setor ofensivo, também. Um ótimo toque de bola e um futebol pra frente, bonito de se ver.

Passou quem está jogando o melhor futebol dessa Eurocopa: a Itália. Aos 30 minutos do primeiro tempo, Barella abriu o placar para os italianos com um bonito gol. Tirou toda a defesa e acertou um belíssimo chute. O segundo gol veio aos 43 minutos: uma verdadeira pintura de Insigne. O camisa 10 tirou o adversário e colocou no ângulo de Courtois. Golaço. A Bélgica diminuiu de pênalti aos 46 minutos com o artilheiro Lukaku.

No segundo tempo, as duas equipes criaram, mas a Bélgica chegou um pouco mais porque precisava do resultado. Lukaku desperdiçou pelo menos duas grandes oportunidades. O grande destaque ficou para o ponta esquerda Doku. Insinuante, ele quase fez um golaço de fora da área. A Itália se segurou e garantiu o placar: 2 a 1.

– Penso que sim, e agradeço aos meus companheiros e ao treinador (Roberto Mancini), que está me dando as condições para mostrar meu melhor futebol – disse Insigne, ao ser perguntado se está no melhor momento de sua carreira.

– A cada partida estamos mostrando que somos um grande grupo. Temos que continuar assim, recuperar nossa energia para chegar 100% no próximo jogo – acrescentou o camisa 10, que foi eleito o melhor jogador da partida.

Eurocopa
Insigne comemora o seu golaço sobre a Bélgica, pelas quartas de final da Euro. Foto: Reprodução Twitter / Itália

Pelo lado da Bélgica, muitas lamentações. É a geração de ouro do país que fica pelo caminho mais uma vez em uma grande competição.

– Acredito que tentamos de tudo para vencer esse jogo. Eles marcaram um gol fantástico (o segundo), mas o primeiro pode ter sido um erro da nossa parte. Eles tiveram mais posse de bola e não conseguimos controlá-la, o que foi uma pena. Ser eliminado sempre é um desapontamento – disse o craque De Bruyne.

Na semifinal (terça-feira, dia 06, em Wembley), a Itália vai enfrentar a Espanha, que passou pela Suíça nos pênaltis.

No tempo normal, tudo igual. A Espanha abriu o placar logo aos 8 minutos do primeiro tempo. Jordi Alba arriscou de fora da área, a bola desviou em Zakaria e enganou o goleiro Sommer. A Suíça empatou aos 22 minutos do segundo tempo com o ótimo Shaqiri.

Na prorrogação, a Suíça teve um jogador expulso e a Espanha cresceu. Foram várias chances dos espanhóis, mas o goleiro suíço Sommer, com grandes defesas, garantiu o 1 a 1 no placar. Nas penalidades, 3 a 1 para os espanhóis e classificação garantida.

– O futebol tem sido justo, somos vencedores justos. Devemos apagar rapidamente os erros, mas também redefinir esses sucessos porque um adversário muito difícil está chegando – disse o goleiro espanhol Unai Simón, que defendeu duas cobranças.

– Eu teria dado a Sommer o prêmio de estrela do jogo. Para as semifinais você tem que começar do mesmo jeito, com a cabeça no único pensamento de vencer. Nós temos que vencer esta Eurocopa – acrescentou, por fim, Simón, que foi eleito o melhor do jogo.

Neste sábado, mais dois jogos pelas quartas de final da Euro.

  • República Tcheca x Dinamarca – 03/07 – Olímpico de Baku – 13h
  • Ucrânia x Inglaterra – 03/07 – Olímpico de Roma – 16h