18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Copa América: Seleção Brasileira vence a Colômbia e segue 100%

Dessa vez a Seleção Brasileira não sobrou, mas fez o seu papel. Venceu a Colômbia, de virada, por 2 a 1, no Engenhão, e se manteve com 100% de aproveitamento na Copa América. Agora são nove pontos (três vitórias em três jogos). Roberto Firmino e Casemiro, os dois de cabeça, marcaram os gols da Seleção. Luis Díaz marcou para a seleção colombiana.

O primeiro tempo da Seleção Brasileira não foi bom, longe disso. Com a marcação da Colômbia encaixada, a equipe de Tite pouco produziu e não conseguiu criar chances de gol. Pior do que isso, sofreu um gol. Aos 9 minutos, Luis Díaz recebeu cruzamento de Cuadrado e marcou um golaço de bicicleta. Talvez o mais bonito da competição.

No segundo tempo, a Seleção Brasileira subiu de produção. Não muito, mas o suficiente para conseguir a virada. Aos 32 minutos, Renan Lodi cruzou para a área e Roberto Firmino marcou de cabeça. A virada veio no último lance do jogo. Neymar cobrou escanteio e Casemiro, também de cabeça, colocou para o gol: 2 a 1 e festa da Seleção Brasileira.

Copa América
A Seleção Brasileira que foi a campo, no Engenhão. Foto: Lucas Figueiredo / CBF

Após a partida desta quarta-feira, o técnico da Seleção Brasileira criticou o gramado do Engenhão.

– É inadmissível atletas de duas equipes de alto nível, que jogam na Europa com tamanha qualidade de gramado e espetáculo melhor, maior, virem jogar num campo nessas condições. A bola fica picotada, nervosa. A fluência das jogadas fica toda prejudicada. Em vez de dar um tempo, você dá dois, três na jogada. Se pegar todos os atletas do Brasil e pedirem para eles fazerem um comentário sobre isso, eles vão falar quase que a mesma coisa que estou falando. Se a gente quer um grande espetáculo, temos que dar as condições. Ficou muito prejudicado. É um dos aspectos que quero deixar bem marcado – disse.

Sobre o jogo catimbado, até com certas faltas violentas, o treinador comentou:

– Não temos que comprar briga com ninguém, temos adversários do outro lado. Aliás, a Colômbia tem sido ao longo da história um dos adversários que têm uma qualidade técnica muito grande, um dos mais difíceis que temos enfrentado. O golaço da Colômbia mostra a qualidade que têm, um voleio que o Bebeto vai olhar e dizer “poxa, esse daí é muito parecido”. As duas equipes têm muita qualidade, têm essa capacidade. Não estivemos comprando briga com ninguém, isso é jogo de futebol. Se pegar os 95 minutos e eu disser “me mostra uma falta desleal do Brasil”… Eu desafio que encontre.

Escalação do Brasil: Weverton, Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Sandro (Renan Lodi); Casemiro, Fred (Lucas Paquetá), e Everton Ribeiro (Roberto Firmino); Richarlison (Gabigol), Gabriel Jesus (Everton Cebolinha) e Neymar.

O Brasil volta a campo neste domingo, às 18h, no Estádio Olímpico, em Goiânia, para enfrentar o Equador. É a última rodada do Grupo B.