18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Contratado pelo César Vallejo (PER), Guerrero desiste de jogar no clube por ameaças à mãe

Paolo Guerrero defendeu a LDU na última temporada
Paolo Guerrero defendeu a LDU na última temporada. Foto: IMAGO / Fotoarena

O veterano atacante Paolo Guerrero, ex-Flamengo e Corinthians, foi anunciado recentemente como reforço pelo César Vallejo, do Peru. Mas ao que parece não vai jogar com a camisa do clube peruano. Guerrero pediu a rescisão de contrato por conta de ameaças à sua mãe.

Saiba como apostar em jogos de futebol

– Eu entendo o Paolo (Guerrero). No mesmo dia em que ele assinou o contrato, os criminosos ameaçaram a mãe dele. Acho que ele está meditando, está avaliando a família ou o futebol. Eu faria isso. Ligaram para a mãe dele e a ameaçaram – confirmou o presidente do Vallejo, César Acuña, à imprensa peruana.

– Até o advogado de Paolo (Guerrero) ligou para o ministro da Defesa para dar segurança. Por isso, o principal motivo pelo qual ele não está vindo é por causa do que está acontecendo no Peru. Esperamos que o Paolo tome a melhor decisão. A equipe teve a melhor intenção de tê-lo aqui. Valorizo muito a atitude do Paolo de que ele prefere a família – acrescentou o presidente.

Paolo Guerrero fez a base no Alianza Lima, mas foi muito cedo para o Bayern de Munique (ALE) e nunca jogou profissionalmente em seu país. Aos 40 anos, teria a primeira oportunidade.

Guerrero mantém a forma no Rio de Janeiro, onde tem residência. Ele estava treinando acompanhado por um profissional do César Vallejo.

Guerrero não descarta a aposentadoria. Na última temporada, ele marcou oito gols em 20 jogos pela LDU, do Equador, e conquistou a Sul-Americana.

Leo Santos
2434 artigos
Leonardo Santos é jornalista esportivo com passagens por grandes jornais do Brasil como Lance e Grupo Globo. Escreve para o Apostagolos desde 2021.