18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Com Textor, Botafogo gastou cerca de R$ 65 milhões na janela de transferências

Tchê Tchê é o mais novo reforço do Botafogo
Tchê Tchê é o mais novo reforço do Botafogo. Foto: Vitor Silva / Botafogo

Novo rico do futebol brasileiro, o Botafogo teve uma janela de transferências de início de ano bem movimentada. Sob o comando do norte-americano John Textor, o Glorioso investiu cerca de R$ 65 milhões em contratações para o time principal. O valor é bem superior ao que o clube gastou nos últimos anos.  

Saiba como apostar na Copa do Brasil

A conta inclui o valor total investido pelo Botafogo em contratações, inclusive as aquisições que foram parceladas, como é o caso do volante Patrick de Paula. Como a maioria das compras foram pagas em moedas internacionais, como dólar e euro, o valor em reais ainda pode sofrer variações.

Ao todo, o Alvinegro contratou onze jogadores nesta janela de transferências, gastando dinheiro em apenas seis aquisições. Os demais chegaram por empréstimo ou estavam livres no mercado.  

O caso mais emblemático foi o de Patrick de Paula. O jogador de 22 anos foi a contratação mais cara da história do Botafogo, custando 6 milhões de euros (R$ 33 milhões na cotação da época) e sendo uma das maiores transações internas.  

O Botafogo anunciou diversas contratações nesta semana. A última delas foi o volante Tchê Tchê, que estava no Atlético-MG. O jogador chega como um dos principais reforços do Alvinegro para a sequência da temporada.

Antes de John Textor assumir a SAF do clube, o Botafogo já havia contratado cinco atletas. Entre eles, Erison é o que mais tem recebido oportunidades, sendo titular na estreia do Brasileiro contra o Corinthians. 

Os outros quatro (Klaus, Breno, Vinícius Lopes e Fabinho) estão sendo poucos utilizados pelo técnico português Luís Castro, que gosta de trabalhar com um elenco mais reduzido, com 27 jogadores de linha e três goleiros.  

As 11 contratações de John Textor para o time principal do Botafogo

Patrick de Paula – R$ 33 milhões

Victor Sá – R$ 13 milhões

Gustavo Sauer – R$ 10,16 milhões

Tchê Tchê – pouco menos de R$ 5 milhões

Philipe Sampaio – cerca de R$ 2 milhões

Luís Oyama – R$ 1,5 milhão

Lucas Piazón – Empréstimo

Cuesta – Empréstimo

Niko Hämäläinen – Empréstimo

Lucas Fernandes – Empréstimo

Saravia – Livre no mercado

*levantamento do site Globoesporte.com

O Botafogo fez a sua estreia no Campeonato Brasileiro no último fim de semana. Perdeu para o Corinthians, no Estádio Nilton Santos, por 3 a 1. Neste domingo, às 19h, o Alvinegro enfrenta o Ceará, fora de casa.

Leo Santos
551 artigos
Leonardo Santos é jornalista esportivo com passagens por gra ...