18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

CBF adia a partida entre Fortaleza e Botafogo, pelo Brasileirão

Botafogo, de Tiquinho, vem de empate com o Athletico
Botafogo, de Tiquinho, vem de empate com o Athletico. Foto: IMAGO / Pera Photo Press

A CBF decidiu adiar a partida entre Fortaleza e Botafogo, pelo Brasileirão, que seria disputada nesta terça-feira, no Castelão. O Alvinegro entrou em campo no domingo contra o Athletico-PR, no Estádio Nilton Santos, e o intervalo entre as duas partidas ficou muito curto. O intervalo mínimo é de 66 horas. Botafogo e Athletico começaram a jogar na noite de sábado, mas um apagão no Engenhão fez com que o jogo fosse suspenso. A continuação só se deu no domingo.

Saiba como apostar em jogos de futebol

Nos bastidores, o Botafogo se viu prejudicado. Apesar do intervalo curto, o líder do Brasileirão queria jogar. Até porque enfrentaria os reservas do Fortaleza, que no fim de semana joga a final da Copa Sul-Americana.

“O Botafogo reafirma o seu posicionamento de que não vai medir esforços para disputar a partida desta terça-feira (24), contra o Fortaleza, no Castelão, conforme inicialmente programado pela CBF na divulgação da tabela do Campeonato Brasileiro. O Botafogo quer jogar. O Botafogo tem plenas condições de saúde e performance para entrar em campo. O Botafogo quer que o combinado seja cumprido”, divulgou o Botafogo nas redes antes da decisão final da CBF.

Marcelo Paz, presidente do Fortaleza, também falou sobre a situação e fez críticas ao Alvinegro Carioca.

– O Botafogo quer pegar o Fortaleza mais fragilizado. Isso é óbvio, isso é óbvio. Porque pouco tempo atrás, o mesmo Botafogo reclamou publicamente que jogou na quarta-feira e teria que jogar no sábado o clássico contra o Flamengo – disse Paz, em entrevista à Jovem Pan.

O Botafogo lidera o Campeonato Brasileiro com 59 pontos, sete a mais que o segundo colocado, Red Bull Bragantino.

Leo Santos
2620 artigos
Leonardo Santos é jornalista esportivo com passagens por grandes jornais do Brasil como Lance e Grupo Globo. Escreve para o Apostagolos desde 2021.