18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Atlético-MG enfrenta o Bahia e pode ser campeão brasileiro após 50 anos

Vargas deve ser titular no Atlético-MG
Vargas deve ser titular no Atlético-MG. Foto: Reprodução Twitter / Atlético-MG

O Atlético-MG tem a chance de conquistar o Campeonato Brasileiro, nesta quinta-feira. A equipe do técnico Cuca enfrenta o Bahia, às 18h, na Fonte Nova e fica com o caneco em caso de vitória. Um troféu que não é levantado pelo clube desde 1971, há 50 anos. No momento, a três rodadas do fim, a vantagem do Atlético para o segundo colocado, Flamengo, é de oito pontos.

Saiba como apostar no Brasileirão

Suspensos, Allan, Jair e Diego Costa são os principais desfalques do Atlético-MG. Desta forma, Cuca deve escalar o time assim: Everson, Mariano, Nathan Silva, Junior Alonso e Guilherme Arana; Tchê Tchê, Zaracho e Nacho Fernández; Keno, Hulk e Vargas.

Desesperado na luta contra o rebaixamento, o Bahia terá o apoio maciço de sua torcida. São esperados 30 mil torcedores na Fonte Nova. Para a partida, o técnico Guto Ferreira deve escalar o time assim: Danilo Fernandes, Nino, Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Patrick de Lucca, Mugni e Rodriguinho; Rossi, Raí e Gilberto.

Mariano, lateral-direito do Atlético, só quer conquistar o título. Da forma que for, para ele, está ótimo.

– Para mim, sendo campeão não importa como, jogando, sentado, deitado, queria tá dormindo e acordar hoje ‘pô, vocês foram campeões', ser campeão não tem uma escolha – disse.

O veterano falou sobre a partida contra o Bahia.

– O Bahia vai estar com sua torcida. Nós, fora de casa, temos feito bons jogos, como eu falei. O foco é grande, a concentração é a mesma de outros jogos. Vamos para a Bahia em busca do nosso objetivo, que é os três pontos, e seguir com a cabeça no nosso objetivo que é o título. Falta pouco, então a gente não pode baixar a guarda, não tem nada ainda decidido, então vamos em busca desses três pontos – analisou.

Por fim, Mariano falou sobre a ansiedade do torcedor atleticano.

– É normal ter ansiedade de conquistar algo tão grande que é o título brasileiro. São poucos jogadores, poucas equipes que conquistam um título como esse. Então, creio que a ansiedade de todos, não só dos jogadores, mas da comissão técnica, dos torcedores, daqueles que amam o Atlético, creio que é normal, mas a galera tá ai com um pouquinho de paciência para na hora certa comemorar – finalizou.

O Flamengo, vice-líder, é bom lembrar, enfrenta o Sport, fora de casa, na sexta-feira.

Leo Santos
Leonardo Santos é jornalista esportivo com passagens por grandes jornais do Brasil como Lance e Grupo Globo. Escreve para o Apostagolos desde 2021.