18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Atacante Galeno escolhe a Seleção Brasileira e deixa seleção portuguesa de lado

Galeno vai defender a Seleção Brasileira pela primeira vez
Galeno vai defender a Seleção Brasileira pela primeira vez. Foto: IMAGO / Sports Press Photo

Convocado por Dorival Júnior para defender a Seleção Brasileira nos amistosos contra Espanha e Inglaterra ainda neste mês, o atacante Galeno, um dos destaques do Porto, aceitou a missão. Ele também era cobiçado pela seleção portuguesa, mas escolheu o Brasil.

Saiba como apostar em jogos de futebol

– Os jogadores precisam querer jogar pela seleção, ter uma vontade que sai do coração. É importante o processo. Acompanhamos o Galeno durante o último ano e esse é o nosso trabalho, mas agora precisamos respeitá-lo. Falei com ele e ele gostaria de jogar pelo Brasil, queremos respeitar isso. Desejo o melhor para ele, precisamos de jogadores que tenham no coração – disse Roberto Martínez, técnico da seleção portuguesa.

Sérgio Conceição, técnico do Porto, disse que tentou convencer Galeno a defender a seleção portuguesa.

– Falei com o treinador da seleção portuguesa há uns meses. Foi pedido por ele para sensibilizar o Galeno para escolher Portugal e eu contei ao jogador essa conversa. Disse-lhe o que o treinador tinha dito e dei a minha opinião sobre o que ele podia fazer. Jogando no Campeonato Português tinha mais hipóteses de ser chamado à seleção portuguesa. Passaram várias convocações, nunca foi chamado, e agora foi chamado à seleção do Brasil – afirmou.

Com Galeno, a Seleção Brasileira enfrenta a Inglaterra no dia 23 de março, e a Espanha três dias depois.

Na temporada, Galeno tem 13 gols e 11 assistências em 37 jogos com a camisa do Porto.

Leo Santos
2732 artigos
Leonardo Santos é jornalista esportivo com passagens por grandes jornais do Brasil como Lance e Grupo Globo. Escreve para o Apostagolos desde 2021.

Artigos mais recentes

Cesc Fàbregas assume como técnico do Como, da Itália

Antônio Carlos Zago não é mais o técnico da seleção boliviana