18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Após invasão de torcedores do Frankfurt, Xavi diz que se sentiu em campo neutro no Camp Nou

Jogadores do Frankfurt comemoram a classificação
Jogadores do Frankfurt comemoram a classificação. Foto: IMAGO / Eibner

Na partida de volta das quartas de final da Liga Europa, na última quinta-feira, o Barcelona (ESP) perdeu para o Eintracht Frankfurt (ALE) por 3 a 2 e se despediu da competição. Mesmo atuando em casa, no Camp Nou, o Barça foi minoria nas arquibancadas. Cerca de 30 mil alemães marcaram presença na Catalunha para acompanhar o jogo, foi uma verdadeira invasão e esse foi um dos principais assuntos da semana no futebol europeu.

Saiba como apostar na Champions

Em coletiva após a partida, o técnico Xavi Hernández, do Barcelona, mostrou descontentamento com a invasão alemã no Camp Nou e afirmou que a atmosfera do estádio parecia com uma decisão em campo neutro.  

– Não nos ajudou a atmosfera do estádio. Parecia uma final em campo neutro. O clube deve estar checando o que aconteceu – disse o treinador espanhol. 

Joan Laporta, presidente do Barcelona, também se pronunciou após o jogo e se mostrou envergonhado com a invasão alemã no estádio (cerca de 30 mil torcedores do Eintracht) e disse que vai tomar medidas mais rígidas para evitar que novos episódios como esse voltem a acontecer.  

– Estou preocupado porque o que aconteceu foi uma vergonha e não pode voltar a acontecer. Temos informações do que houve, mas precisamos de tempo para processá-las. Vamos tomar providências porque foi ultrajante e vergonhoso. Não podemos permitir esse tipo de situação, temos que ser mais rígidos. Estamos vendo o que se passou com o departamento de segurança e bilheteria. É uma situação indesejável. Quando processarmos todas as informações, explicaremos e tomaremos todas as medidas necessárias – afirmou o mandatário. 

O técnico do Barça também comentou sobre a eliminação da equipe na Liga Europa e admitiu que o sentimento do elenco é de frustração.  

– Não é um fracasso. Nós tentamos, deixamos tudo em campo. Se houve fracasso, que sirva para nós aprendermos. Eles foram melhores nas duas partidas e temos que parabenizar o Eintracht. O objetivo deste ano é se classificar para a Champions League e é nisso que devemos nos concentrar em La Liga. 

Técnico do Bayern relata ameaças de morte e ofensas à mãe após eliminação na Champions 

Parece que os torcedores do Bayern de Munique escolheram um culpado para a surpreendente eliminação da equipe para o Villarreal, nas quartas de final da Liga dos Campeões. Isso porque o técnico Julian Nagelsmann relatou aos jornalistas, na sexta-feira (15), que sofreu centenas de ameaças de morte após a partida.  

– Eu posso lidar com críticas. Mas as 450 ameaças de morte no Instagram são algo diferente – disse o treinador.  

O comandante da equipe alemã ainda revelou que é alvo de críticas dos torcedores após os jogos, ganhando ou perdendo. A principal reclamação é quando joga com uma linha de três na defesa. Ele afirmou também que até sua mãe tem sido alvo dos haters.  

– Nem as leio, deleto muitas. Geralmente só vejo a primeira linha. É claro que muitas pessoas querem me matar, mas eles também estão atingindo minha mãe, que não tem nada a ver com futebol ou nossa eliminação. Isso é selvagem – destacou Nagelsmann, que completou. 

 – Eu não estou nem aí. As pessoas escrevem o que querem. Não entendo isso. Quando as pessoas desligam a TV, eles esquecem qualquer sinal de decência e ficam loucos. Falar sobre isso não mudará nada. Eles acham que estão certos, isso que é absurdo. 

Nas semifinais da Champions, se enfrentam: City x Real Madrid e Liverpool x Villarreal.

Leo Santos
539 artigos
Leonardo Santos é jornalista esportivo com passagens por gra ...