18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Messi brilha e Argentina vence o Uruguai, pela Copa América

Quando é o dia dele, é difícil de segurar a seleção da Argentina. Lionel Messi comandou a vitória hermana por 1 a 0 sobre o Uruguai, nesta sexta-feira (18), no Mané Garrincha, pelo Grupo A da Copa América. O gol do triunfo foi marcado pelo volante Guido Rodríguez, de cabeça, após belíssima jogada e cruzamento de Messi. Com o resultado, a Argentina assumiu a liderança do Grupo A com 4 pontos em dois jogos.

Em um clássico histórico, confirmou o que se esperava: Um jogo truncado, com muitas faltas e sem muitas oportunidades de gol. Coube a Messi colocavar a partida debaixo do braço e resolver. Aos 12 minutos, após escanteio curto, ele limpou a marcação e cruzou com maestria para Guido Rodríguez marcar de cabeça. O cruzamento foi tão bom que Guido não precisou nem pular para cabecear.

Do lado do Uruguai, pouquíssima inspiração. Sem um meia de ligação no time, Cavani e Suárez sofreram na frente e pouco fizeram. Quem podia, talvez, resolver a situação ficou no banco de reservas. O técnico Óscar Tabárez deixou o craque De Arrascaeta, do Flamengo, “de castigo”. Optou pelos ineficientes Facundo Torres, Gorriarán, Nández, Vecino e Ocampo. E deu no que deu. Argentina 1 x 0 Uruguai.

– Eu acredito que ele e todos os companheiros fizeram um grande esforço. E isso fala do compromisso dele e de todos. Para nós é um orgulho o que ele faz. Mas, obviamente, ainda nos falta bastante – analisou Lionel Scaloni, técnico da seleção da Argentina.

Do lado do Uruguai, quem falou foi o técnico Tabárez. Entre os assuntos abordados pelo treinador na entrevista coletiva, esteve a Copa América. Para ele, os protocolos adotados pela Conmebol são satisfatórios.

– Bom, é como jogar no Uruguai, na Venezuela, na Colômbia, em qualquer lugar da América do Sul. Talvez os números assustem, mas temos que considerar a população do Brasil. Estamos em um momento muito difícil da pandemia. Mas, já o que se sabe, corremos riscos como qualquer outro, mas estamos seguindo os protocolos. E eu acredito que é uma coisa definida, que vale a pena. Acredito que não convém comentar quando o torneio é uma realidade. Sabemos que a qualquer um pode acontecer. Também em outros lugares, outros ambientes – disse.

Durante a Copa América, vale lembrar, já foram mais de 50 casos positivos para a Covid-19 entre atletas, comissão técnica e prestadores de serviço. A Argentina volta a campo, no mesmo Mané Garrincha, na segunda-feira, às 21h, para enfrentar o Paraguai. Já o Uruguai enfrenta o Chile, às 18h, na Arena Pantanal.

O Chile, aliás, também chegou a quatro pontos com a vitória por 1 a 0 sobre a frágil Bolívia, na Arena Pantanal. O gol da partida foi marcado pelo atacante Brereton.

Messi
Messi foi o destaque da Argentina na vitória sobre o Uruguai. Foto: Reprodução Twitter / seleção argentina