18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Atlético-MG vence o Fluminense com gol polêmico e fica perto do título brasileiro

Diego Costa e Hulk comemoram
Diego Costa e Hulk comemoram. Foto: Reprodução Twitter / Atlético-MG

O Atlético-MG deu mais um grande passo rumo ao bicampeonato brasileiro. Neste domingo, venceu o Fluminense por 2 a 1, de virada, no Mineirão, com dois gols de Hulk e pode ser campeão na terça-feira caso o Flamengo, vice-líder, não derrote o Ceará, no Maracanã. O Galo chegou aos 78 pontos na tabela, 11 à frente do Rubro-Negro.

Saiba como apostar no Brasileirão

Não foi um jogo fácil para o Atlético. De cabeça, o zagueiro Manoel abriu o placar para o Fluminense. O gol saiu aos 13 minutos do primeiro tempo. Nervoso, o Galo não conseguia criar muito e o Tricolor, de certa forma, tinha o jogo controlado. Até os 34 minutos…

Em lance de disputa de bola na área entre Diego Costa e Marlon, a pelota bateu nas costas do lateral-esquerdo do Fluminense. O árbitro Marielson Alves Silva não achou o lance normal e foi ao VAR. Mesmo vendo o vídeo, Marielson marcou pênalti. Inacreditável.

– Estamos vendo que o braço dele faz o movimento, mas ainda parece ombro. Eu não chamaria não, honestamente, para mim, não é lance de penalidade. O VAR chamou por interpretar que é um erro claro, que a bola teria batido no braço. Mas lembramos que houve uma alteração na regra em que ombro não é mais infração. Realmente fico com a impressão de não penalidade – opinou Sandro Meira Ricci, comentarista de arbitragem da TV Globo.

– Viemos com o objetivo de conquistar os três pontos. Começamos até muito bem a partida. Mas depois de tanta pressão que o Atlético teve, ainda houve um erro do árbitro, do VAR, principalmente. É um absurdo conseguirmos trazer a tecnologia para o futebol para agregar, para ajudar, e ela estar atrapalhando, continuam os erros dos árbitros – reclamou o zagueiro David Braz, do Fluminense.

Hulk, que nada tem a ver com as polêmicas, bateu o pênalti e empatou o jogo. O Atlético, é claro, cresceu no jogo e a torcida atleticana também. A virada saiu no segundo tempo. Hulk cobrou falta, a bola desviou na zaga e enganou o goleiro: 2 a 1.

Depois do segundo gol, o Atlético administrou o resultado. O Fluminense não conseguiu assustar e ficou nisso: 2 a 1 para o Galo e bicampeonato brasileiro muito próximo. A torcida foi ao delírio e gritou “É campeão!”.

– A felicidade em poder ganhar um jogo tão difícil como esse, um jogo decisivo… Tem que comemorar junto com a torcida que também participou tanto, trabalhou tanto junto com a gente. Cada jogo que passa é um sentimento. Uma entrega, uma doação que os jogadores estão tendo junto com a gente, então a gente está feliz demais, falta bem pouquinho – disse o técnico do Atlético-MG, Cuca.

– Penso que falta um pouco ainda (para o título)… comemorei, lógico, o título você não comemora num dia só, são em muitas vitórias, cada uma mais difícil que a outra – acrescentou.

E onde será que o Atlético conquistará o título? Para Cuca, tanto faz.

– O que for da vontade de Deus pra nós está bom, a gente ganhando está bom. Onde for que aconteça é o que menos importa – afirmou.

Os melhores momentos do jogo:

Hulk homenageia Reinaldo

Grande nome da campanha do Atlético-MG no Brasileirão, o atacante Hulk homenageou Reinaldo, maior artilheiro da história do clube.

– Não sei se deu tempo, mas no segundo gol eu tentei lembrar aquela sua comemoração que ficou marcante aqui. Agradeço demais. Eu passo a ser torcedor também. Eu sei o quanto você merece ser ídolo pela sua história, pelo o que você fez pelo Galo e pelo seu caráter. Muito obrigado por tratar tão bem a minha família – disse Hulk a Reinaldo na TV Galo.

– Fico muito feliz com a sua homenagem, com o seu carinho. Na hora, eu estava comemorando junto com seu pai aqui do lado. Tenho que agradecer por tudo o que você fez pelo Galo. Você sempre estará nos nossos corações. Você é nosso ídolo. E foi a melhor contratação que o Galo fez nos últimos anos, você trouxe alegria. Você merece muito mais. Não sou eu quem estou te abraçando, é a massa do Galo todo. Você estará eternamente em nossos corações. Nós te amamos! – respondeu Reinaldo.

Os gols do domingo no Brasileirão:

Leo Santos
Leonardo Santos é jornalista esportivo com passagens por grandes jornais do Brasil como Lance e Grupo Globo. Escreve para o Apostagolos desde 2021.