18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial

Atlético-MG vence o clássico contra o América-MG e segue firme na liderança do Brasileiro

Guilherme Arana comemora o gol do jogo
Guilherme Arana comemora o gol do jogo. Foto: Reprodução Twitter / Atlético-MG

O Atlético-MG deu mais um grande passo rumo ao título do Brasileirão 2021. Neste domingo, venceu o clássico contra o América-MG, no Mineirão, por 1 a 0, com gol de Guilherme Arana, e se isolou ainda mais na liderança da competição. Agora são 65 pontos, 10 a mais que o Palmeiras, segundo colocado, e 12 a mais que o Flamengo, terceiro colocado. O Rubro-Negro, vale frisar, tem dois jogos a menos.

Saiba como apostar no Brasileirão

O jogo

O Atlético dominou a partida e pouco foi incomodado pelo rival. Martelou, martelou, mas só foi abrir o placar aos 16 minutos do segundo tempo. Mariano recebeu na direita e cruzou. Diego Costa dominou na área e ajeitou para Guilherme Arana bater colocado.

O Galo manteve a postura após o gol e teve chances de ampliar, principalmente com o chileno Vargas, que aos 33 minutos finalizou cruzado para a grande defesa de Cavichioli. E ficou nisso. Mais uma vitória do Atlético.

Apesar da grande vantagem do Atlético na tabela, o técnico Cuca mantém os pés no chão. E, segundo ele, o torcedor também.

– O torcedor ele tá com pé no chão, assim como nós, eu nunca escutei eles cantarem é campeão porque eles sabem que falta muito chão ainda, e esperou-se tanto tempo, pode se esperar um pouco mais. Tá certinho – disse o treinador.

Vale destacar que foram mais de 60 mil atleticanos no Mineirão, o maior público do Brasil pós-pandemia.

O Galo volta a campo na quarta-feira, em casa, às 19h, para enfrentar o Corinthians.

Confira mais trechos da entrevista do técnico Cuca:

Paciência para construir o resultado“Passou muito pela paciência da equipe, porque se você não tem paciência, você não ganha. Se você quiser correr com a bola, você não vai ganhar. Você tem que trabalhar as jogadas.

Tem hora que você tem que oferecer o contra-ataque ao adversário, ter um contra-ataque contra o adversário. Mas, se você tiver só correria, você não aguenta. No segundo tempo, não.

Aí, nós entendemos um pouco melhor o jogo, o adversário, trabalhamos melhor a bola e criamos mais oportunidades, numa dela uma jogada bem construída da esquerda para direita e da direita para trás, o passe, até sair o gol do Arana”.

Família Cuca“É uma equipe montada recentemente. Não é uma equipe que tem três, quatro anos de casa. A maioria é uma equipe muito nova e está dando um retorno fantástico. A gente tem sete gringos no elenco, e você tem que fazer a junção de tudo isso.

Você não consegue fazer junção de peças, se elas não tiverem um entendimento. É tudo um sincronismo. O que eu tento é tratar todo mundo igual, alguns tem mais oportunidades que o outro. Jogador é fiscal.

Quando eu jogava, sabia quem merecia, quem tinha que jogar, e quando a gente vê quem é coerente com isso, mesmo sabendo que tem jogadores que não tem tantas oportunidades, vou citar hoje o Hyoran”.

Jogar sem armador“Nós já fizemos grandes jogos sem o armador. Não só o Nacho, como outros armadores, ganhamos do Flamengo aqui, do River aqui, do Sport aqui com esse tipo de jogo.

Hoje, o time que entrou em campo é muito parecido com o time que ganhou de três a zero do River aqui, naquela partida maravilhosa. Um jogador mudado apenas daquele time.

É normal que a característica para esse tipo de jogo não fosse a posse de bola, fosse uma equipe mais vertical, para ter uma combinação contra o adversário que a gente entendia que joga assim também. Foi bacana, foi legal. Lógico que a vitória é o principal de tudo, mas ter jogado bem também nos deixa muito feliz”.

Dez jogos para o fim da temporada“Eu acho que, nesse momento, eu acho que tudo que você puder manter de regularidade, e ela sendo tão boa quanto é (a gente tem quase 90% de aproveitamento em casa é absurdo, é muita coisa), é bom demais.

E se juntar a Copa do Brasil, o Mineiro, e a Libertadores vai baixar um ou dois %. Então, o aproveitamento nosso é muito bom. Claro que sempre tem alguma coisa a corrigir, mas a gente está muito feliz, contente com o que o pessoal tem demonstrado.

Nessa altura do campeonato, hoje foi o 65 da temporada. Tem mais um mês para trás, 65 do ano, tem Copa do Brasil, Libertadores, Estadual. Falta ainda do Brasileiro do ano passado que jogou mais algumas partidas. São 65 jogos, mais 10 que você falou vai bater 75 jogo. É muita coisa. As vezes a estafa, ela aparece. Temos que fazer prevalecer a força do grupo como nós fizemos hoje”.

Confira os resultados dos jogos da 30ª rodada do Brasileirão:

Corinthians 1 x 0 Fortaleza

Internacional 1 x 0 Grêmio

Fluminense 1 x 0 Sport

Santos 0 x 2 Palmeiras

Atlético-MG 1 x 0 América-MG

Bragantino 0 x 2 Athletico-PR

Bahia 1 x 0 São Paulo

Ceará 1 x 0 Cuiabá

Segunda-feira

Chapecoense x Flamengo – 20h

Terça-feira

Atlético-GO x Juventude – 19h

Leo Santos
Leonardo Santos é jornalista esportivo com passagens por grandes jornais do Brasil como Lance e Grupo Globo. Escreve para o Apostagolos desde 2021.